ITÁLIA

"Emoção muito grande encontrar parentes", diz Bolsonaro na Itália

À tarde, a previsão é de que o presidente compareça à Basílica de Santo Antônio de Pádua. A visita ocorre após a igreja local emitir nota, na semana passada, citando "constrangimento" com a homenagem oferecida ao presidente de cidadão honorário.

Ingrid Soares
postado em 01/11/2021 11:20
 (crédito: Reprodução / Facebook)
(crédito: Reprodução / Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro visitou, nesta segunda-feira (1º/11), a cidade de Pádua, em Anguillara Vêneta, na Itália, local de origem do bisavô paterno. Em uma live ao vivo por meio das redes sociais, o chefe do Executivo se disse emocionado ao encontrar parentes e disse ter sido bem recebido na cidade.

“Estou aqui em Pádua, origem da família Bolsonaro. É uma emoção muito grande encontrar os parentes. Foi a primeira vez que estive na Itália, então é bom a gente rever as raízes. Por que meus avós foram para o Brasil. Qual o motivo? Obviamente, foram em busca de dias melhores pela dificuldade que a Itália apresentava no momento. É gratificante. Fui bem recebido e ainda estou sendo”, apontou.

Bolsonaro ainda participou da cerimônia de outorga do título de Cidadão Honorário do Município de Anguillara Veneta, e de um almoço oferecido pela prefeita Alessandra Buoso, de partido de extrema direita.

À tarde, a previsão é de que o presidente compareça à Basílica de Santo Antônio de Pádua. A visita ocorre após a igreja local emitir nota, na semana passada, citando “constrangimento” com a homenagem oferecida ao presidente de cidadão honorário.

“Não é oculto que a concessão da cidadania honorária tem gerado muito constrangimento para nós”. O texto citou as mais de 600 mil mortes causadas pela covid-19 no Brasil e apontou que a gestão da pandemia está “sob holofotes”.

“A Igreja de Pádua, tornando-se porta-voz de um sentimento difundido e em virtude do vínculo que une o Brasil à nossa terra, aproveita a possível passagem para Anguillara Veneta do presidente Bolsonaro, para pedir-lhe de todo o coração que seja promotor de políticas que respeitem a justiça, a saúde, o meio ambiente, especialmente de apoio aos pobres”, escreveu a Basílica em nota.

COP 26

A primeira parte do segmento de alto nível da COP-26, Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, a COP26, ocorre hoje e amanhã em Glasgow, na Escócia e é uma reunião crucial entre países rumo ao controle das mudanças climáticas.

O presidente Jair Bolsonaro, que desembarcou no último dia 29 na Itália para a reunião do G20, já avisou que pela segunda vez não comparecerá pessoalmente. Segundo o Palácio do Planalto, “por motivo de agenda”, o chefe do Executivo enviou um vídeo gravado aos organizadores do evento.

A transmissão, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), será feita no pavilhão do Brasil, em Glasgow, junto com um espaço montado em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. A previsão é que depois de Bolsonaro, o ministro Joaquim Leite (MMA) fale ao vivo por 15 minutos.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE