PRÉVIAS PSDB

TSE dá 10 dias para que PSDB se explique sobre a suspensão das prévias

Partido suspendeu eleição dos filiados no último domingo por conta de instabilidade no aplicativo desenvolvido para computar os votos

Luana Patriolino
postado em 24/11/2021 20:40
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que o PSDB preste, em até 10 dias, explicações sobre a realização das prévias eleitorais para escolher o pré-candidato do partido à Presidência da República nas eleições de 2022. A decisão é do ministro Benedito Gonçalves. A votação foi paralisada no último domingo (21/11) após uma falha no aplicativo, que impediu a votação de filiados da legenda para a escolha do nome que deverá representá-los no pleito.

A decisão veio após um mandado de segurança apresentado por Gustavo Futagami da Silva, advogado e eleitor filiado à sigla. Ele pediu a suspensão da convenção nacional até que fossem resolvidas as falhas que afetaram o processo de votação. Na avaliação dele, a instabilidade no aplicativo para votação “ferem direito líquido e certo do filiado de escolher, através do voto, o próximo presidenciável do PSDB”.

O ministro da Corte eleitoral decidiu colher a manifestação do partido antes de julgar a procedência do mandado de segurança impetrado. “Considerando a repercussão do tema e, ainda, as notas veiculadas no sítio eletrônico do Partido da Social Democracia Brasileira desde a data de ontem (23/11/2021) noticiando a suspensão das prévias partidárias até que solucionadas as intercorrências tecnológicas quanto ao processo de votação, entendo prudente que o exame do pedido liminar ocorra após a legenda prestar as informações cabíveis”, destacou o relator.

Prévias suspensas

Após diversas falhas no aplicativo de votação das prévias do PSDB, o partido anunciou que o processo será concluído em nova data a ser definida. O imbróglio impediu a votação de filiados do partido no nome de preferência. Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus, João Doria, governador de São Paulo, e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, disputam as prévias do partido.

Em entrevista coletiva na noite desta terça-feira (23/11), o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou que o partido estava trabalhando com alternativas paralelas na tentativa de corrigir os erros do aplicativo desenvolvido pela UFRGS e fazendo também testes com mais de uma empresa no desenvolvimento de um novo sistema.

A direção nacional do PSDB e os representantes dos três candidatos se reuniram nesta quarta-feira (24/11) para definir qual empresa reiniciará o processo de votação. A que está em fase mais avançada de negociação é a BeeVoter.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE