PLANALTO

Bolsonaro dirige ônibus elétrico do Palácio da Alvorada ao Planalto

Ao desembarcar, presidente posou para foto e subiu a rampa. Ele se reuniu, nesta segunda-feira (29/11), com membros da Marcopolo que fizeram uma demonstração do primeiro ônibus elétrico 100% produzido no país

Ingrid Soares
postado em 29/11/2021 12:22 / atualizado em 29/11/2021 14:28
 (crédito: Reprodução/Facebook)
(crédito: Reprodução/Facebook)

Após uma reunião no Palácio da Alvorada com membros da Marcopolo, o presidente Jair Bolsonaro dirigiu nesta segunda-feira (29/11) um ônibus elétrico rumo ao Palácio do Planalto. Ao desembarcar, ele posou para uma foto e subiu a rampa. As imagens foram disponibilizadas nas redes sociais do presidente e de um assessor. O Correio questionou a Secretaria de Comunicação da Presidência se o líder do Executivo possui carteira de motorista categoria D, que o possibilita conduzir veículos do tipo mas ainda não obteve resposta.

O chefe do Executivo estava acompanhado pelo presidente do Conselho de Administração da Marcopolo, Mauro Bellini, do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e dos ministros Paulo Guedes (Economia), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Augusto Heleno (GSI), Joaquim Leite (Meio Ambiente) e Bento Albuquerque (Minas e Energia). 

Antes de deixar a residência oficial, Bolsonaro falou sobre a importância da tecnologia verde para o país e elogiou o que caracterizou de "espírito empreendedor" do presidente da Marcopolo.

"Recebemos a visita do Mauro Bellini, da Marcopolo, apresentando um ônibus para nós, um projeto que começou há 4 anos. Tem tudo a ver com a modernidade. Primeiro, elogiar o espírito empreendedor e a sua crença em nosso país. Ele é um protótipo, custa caro ainda, mas a tendência é baixar o preço. Nós colaboramos para mudar ainda mais a forma de se fazer transporte no mundo. Tem a autonomia de 200 km e tem tudo para dar certo. No Brasil, como estamos na COP 26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima), acabando agora, é um exemplo para o mundo não só na sua preservação ambiental. Diferentemente do que se divulga no mundo afora, o Brasil é um exemplo para o mundo e, inclusive, vem reflorestando. E isso aqui vem colaborar com isso aí", destacou.

Combustíveis

O presidente também falou sobre a constante alta dos preços de combustíveis no Brasil: "As causas disso são algumas, e isso daqui (ônibus elétrico) vem nos ajudar, e muito, na preservação do meio ambiente e na capacidade de negócio. O Brasil está sendo reindustrializado", completou.

Bellini relatou que a produção dos veículos auxiliará na geração de empregos. "A ideia é mostrar a capacidade que a indústria nacional tem para investir na tecnologia, para trazer o que há de melhor no mundo para ser produzido aqui no Brasil, gerando empregos e incentivando esse parque industrial".

Já o diretor de engenharia da Marcopolo, Renato Florence, apontou que esse é o primeiro ônibus 100% elétrico produzido inteiramente no Brasil.

O ministro Paulo Guedes indicou que a tecnologia verde é uma alternativa para baratear o preço dos transportes públicos. "É uma celebração do empreendedorismo brasileiro. Tecnologia verde, transporte urbano de massa buscando baratear o preço, o acesso do trabalhador brasileiro com esse aumento que está tendo de energia no mundo inteiro. É o Brasil reagindo com a tecnologia verde para tentar justamente derrubar o preço do transporte de massa", pontuou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE