Sabatina

Mendonça no Senado: 'Na vida, a Bíblia; no Supremo, a Constituição'

No discurso inicial, antes da sabatina dos senadores, André Mendonça desmentiu 'promessa' feita por Bolsonaro de iniciar os trabalhos na Corte com uma oração

Estado de Minas
postado em 01/12/2021 11:05
 (crédito:  Agência Senado/Divulgação)
(crédito: Agência Senado/Divulgação)

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para uma vaga ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-advogado-geral a União, André Mendonça, afirmou em seu discurso na sabatina do Senado que se "compromete com o estado laico".

"Na vida, a Bíblia, no Supremo, a Constituição'', afirmou Mendonça. O comprometimento de Mendonça, que precisa do aval dos senadores para assumir a vaga no STF, acontece em desacordo com uma promessa feita por Bolsonaro durante um discurso na Igreja Assembleia de Deus, da cidade de Ananindeua, no Pará, em agosto deste ano.

Segundo Bolsonaro afirmou na ocasião, Mendonça teria se comprometido a iniciar todas as sessões da Corte com uma oração.

"Fiz um pedido, ou melhor, uma missão, e ele se comprometeu a cumprir: toda primeira sessão da semana ele pedirá o trabalho e iniciará os trabalhos após uma oração. Pode ter certeza, Deus se fará mais presente naquela instituição", disse Bolsonaro.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE