Educação

Bolsonaro diz que estuda anistiar inadimplentes do ProUni

Presidente fez a declaração durante a tradicional live de quinta-feira

Pedro Grigori
postado em 09/12/2021 23:25 / atualizado em 09/12/2021 23:27
 (crédito: Reprodução/Youtube Jair Bolsonaro )
(crédito: Reprodução/Youtube Jair Bolsonaro )

O presidente Jair Bolsonaro (PL) diz que estudar dar anistia para inadimplentes do Programa Universidade para Todos (ProUni). A declaração foi dada nesta quinta-feira (9/12) durante transmissão pelas redes sociais do chefe do Executivo.

“Estamos estudando, não quero anunciar. Pessoal inadimplente aí do Prouni, brevemente. Tem gente que fica dizendo ‘eu vou anistiar’, por que não anistiou lá atrás?”, disse Bolsonaro.

A “indireta” sobre alguém que não anistiou os inadimplentes pode ser para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na última sexta-feira (3/12), o petista participou do podcast PodPah, onde falou sobre anistiar inadimplentes de outro programa educacional do governo, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

“Tem um milhão de meninos e meninas devendo pro Fies que não podem pagar. Anistia essas crianças, qual o prejuízo pro país? Tem tantos empresários que dão calote, o que custa anistiar esses meninos”, indagou o ex-presidente.

A declaração de Bolsonaro vem na mesma semana em que o presidente fez alteração na legislação do ProUni. A Medida Provisória 1075/21, publicada na terça-feira (7/12) no Diário Oficial da União, amplia o acesso de alunos de escolas privadas ao programa.

Com a nova Medida Provisória, estudantes do ensino médio privado que foram pagantes ou bolsistas parciais passam a ter acesso ao benefício. Até então, só podiam concorrer os alunos que passaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública ou em escolas privadas como bolsistas integrais.

 

Confira a integra da transmissão de Bolsonaro nesta quinta-feira:

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE