Vacina

Mario Frias reage com agressividade após família ser impedida de se hospedar em hotel

Sem mencionar o nome do hotel, ele promete que irá processar os funcionários que "expulsaram" sua esposa e filha do local

Tainá Andrade
postado em 19/12/2021 22:37 / atualizado em 19/12/2021 22:42
 (crédito: Roberto Castro/Mtur)
(crédito: Roberto Castro/Mtur)

Em uma série de tweets, publicados neste domingo, Mario Frias, secretário especial de cultura, criticou um hotel no Rio de Janeiro que, segundo ele, impediu sua família de permanecer. O motivo foi a falta de apresentação do comprovante de vacina, exigência que foi publicada em decreto estadual no início de dezembro como prevenção da variante Ômicron.

Frias usou palavrões para se referir a funcionários que seguiam o protocolo, afirmou que sua mulher e filha foram “expulsas” e prometeu "processar todos os responsáveis por esse ato".

"Um merda inútil ter a coragem de impedir minha família de ter um teto para dormir às 21h da noite é criminoso. O mais revoltante é que, enquanto eles tratam o povo como escravo, estão por aí farreando e bebendo, como canalhas hipócritas que são!”, disse em um trecho.

A prefeitura tornou mais rígida a cobrança pelo passaporte da vacina. Desde o início deste mês é preciso apresentar o comprovante para acessar shoppings, por exemplo. A exigência também vale para áreas internas ou com cobertura de restaurantes e bares, para se hospedar em hotéis e para transportes individuais em geral. A vacina é a principal forma de controle para o aumento de casos de covid-19. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE