BRASIL NA OCDE

Governo afirma que o Brasil está "em plena consonância com os valores da OCDE"

Em nota conjunta, dos ministérios das Relações Exteriores, da Casa Civil e Economia, o governo destacou o alinhamento com "os princípios de livre mercado, o fortalecimento da democracia, a modernização econômica e a proteção do meio ambiente e dos direitos humanos"

Cristiane Noberto
postado em 25/01/2022 23:08 / atualizado em 25/01/2022 23:09
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Após o anúncio de que o Brasil recebeu a carta para começar o processo para entrar na Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico (OCDE), o governo federal afirmou, em nota conjunta dos ministérios das Relações Exteriores, da Casa Civil e da Economia, que o país "está em plena consonância com os valores fundamentais da OCDE".

No documento publicado, o governo destaca os preceitos alinhados: "tais como a defesa dos princípios de livre mercado, o fortalecimento da democracia, a modernização econômica e a proteção do meio ambiente e dos direitos humanos".

O texto ainda destaca que a aprovação do país foi feito de forma unânime pelos membros do grupo e que o Brasil irá fortalecer a organização.

O país está em processo de aceitação desde 1991 e o trâmite deve durar entre três e quatro anos, prazo para que o Brasil consiga atender todos os 251 instrumentos normativos. Mais cedo, em coletiva de imprensa, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, destacou que "a conquista do Brasil na OCDE é graças à credibilidade internacional do ministro Paulo Guedes".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE