ELEIÇÕES

Lula defende chapa: "Eu mudei, o Alckmin mudou e o Brasil mudou"

O ex-presidente também questionou a terceira via: "O que essas pessoas fizeram? Eu tenho legado"

Cristiane Noberto
postado em 05/04/2022 11:02 / atualizado em 05/04/2022 11:30
 (crédito: Ricardo Stuckert )
(crédito: Ricardo Stuckert )

Mais próximo de lançar sua candidatura ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passou a defender com mais ênfase sua possível chapa com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB).

Na manhã desta terça-feira (5/4), o petista escreveu no Twitter: "Eu mudei, o Alckmin mudou e o Brasil mudou. Eu fui adversário do Alckmin, não inimigo. Feliz era o Brasil que tinha disputa entre dois partidos democráticos, porque existia debate civilizado, sobre programa de governo".

Lula se encontrará pela primeira vez este ano com o ex-tucano na sexta-feira (8). Em entrevista à rádio Rede T, do Paraná, na manhã de hoje, o petista admitiu que os dois poderão estar na mesma chapa. 

"Vou ter uma reunião na sexta-feira em que o PSB vai propor ele, o Alckmin, de vice. E isso nós vamos levar para discutir no PT. Vamos reconstruir o Brasil porque somos dois democratas, gostamos da democracia e temos como prova o exercício dos nossos mandatos", disse.

"Legado"

O ex-presidente também questionou a terceira via. “O que essas pessoas fizeram? Eu tenho legado”, perguntou, em uma série de postagens em seu perfil na rede social. 

"Estão procurando alguém da terceira via. Mas o que essas pessoas fizeram? Eu tenho um legado: promover a inclusão social, aumento salarial, ajudar a agricultura a se transformar em potência. Se a pessoa quer, apareça e se submeta ao povo. Ser líder é diferente de ser candidato", escreveu.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE