Justiça

No Pará, Bolsonaro diz se orgulhar do indulto concedido a Daniel Silveira

Afirmação foi feita na entrega de títulos de terra nesta quinta-feira (28/4), em Paragominas, no interior do Pará

Deborah Hana Cardoso
postado em 28/04/2022 12:08 / atualizado em 28/04/2022 12:09
 (crédito: TV Brasil/Reprodução)
(crédito: TV Brasil/Reprodução)

Durante em discurso nesta quinta-feira (28/4) na cerimônia alusiva à regularização fundiária em Paragominas, no Pará, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que se sente orgulhoso do perdão constitucional concedido ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por estimular atos antidemocráticos e incitar ataques a integrantes da Corte.

Em referência ao ato promovido no Palácio do Planalto, ontem, pela bancada evangélica e da segurança pública, “Liberdade de Expressão”, em prol do deputado condenado, Bolsonaro disse que todos acompanharam “o ato do presidente da República a uma pessoa injustiçada. Não fiz apenas a um deputado, mas a todos vocês”, afirmou.

Segundo ele, a liberdade não pode ficar ameaçada. “Eu me senti orgulhoso pela decisão tomada”, reforçou. Ao finalizar, foi aplaudido pelos presentes que diziam “mito” repetidas vezes.

por ameaçar as instituições e membros ministros da corte e perdoado constitucionalmente pelo presidente

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE