REDES SOCIAIS

Bolsonaro leva invertida de ex-BBB ao comentar Fies: "Criado por Lula"

Ex-BBB Jessilane Alves comemorou ter quitado a dívida do financiamento nas redes sociais. Com comentário do presidente, ela lembrou que o programa foi criado pelo ex-presidente Lula

Luana Patriolino
postado em 07/05/2022 22:40 / atualizado em 07/05/2022 22:41
Em ano eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro editou a Medida Provisória (MP) nº 1.090/2021 que pode conceder descontos de até 92% do valor total para dívidas dos estudantes do Fies -  (crédito: Reprodução Youtube)
Em ano eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro editou a Medida Provisória (MP) nº 1.090/2021 que pode conceder descontos de até 92% do valor total para dívidas dos estudantes do Fies - (crédito: Reprodução Youtube)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tentou pegar carona na popularidade da ex-BBB Jessilane Alves que, neste sábado (7/5), comemorou nas redes sociais a quitação da dívida estudantil com o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Bolsonaro aproveitou para comentar o desconto dado aos estudantes pelo seu governo. No entanto, a professora rebateu o comentário e ressaltou que o programa foi criado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Assim como a Jessi, os mais de 1 milhão de estudantes inadimplentes com contrato firmado até 2017 no Fies também têm hoje a oportunidade de quitar suas dívidas com até 92% de desconto graças à MP1090 que lançamos no final de 2021″, disse citando a ex-BBB no Twitter. Ele afirmou que o valor perdoado pode chegar a R$ 38 bilhões.

Jessilane Alves, moradora do Valparaíso e formada em Ciências Biológicas, rebateu e lembrou que quem criou o Fies foi o petista. “Lembrando que o Fies é um programa que foi criado no governo Lula e beneficia milhares de estudantes, que assim como eu, não tinham condições de arcar com a faculdade.”

“Tenho profunda gratidão por esse programa que até hoje garante que todos possam ter acesso ao ensino superior”, concluiu.

Dívidas renegociadas

Em ano eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro editou a Medida Provisória (MP) nº 1.090/2021 que pode conceder descontos de até 92% do valor total para dívidas dos estudantes do Fies. O objetivo, segundo o governo, é reduzir a inadimplência e garantir a sustentabilidade do programa para aqueles que se beneficiaram até o 2º semestre de 2017.

Os bancos do Brasil e Caixa Econômica Federal são os responsáveis pela renegociação e disponibilizam aplicativo próprio para essa finalidade. Os descontos previstos pela medida são de 92% para inscritos no CadÚnico e Auxílio Emergencial. Para os outros mais de 500 mil estudantes, o abatimento será de 86,5%.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE