ARTICULAÇÃO

Em ano eleitoral, Lula começa pela Bahia série de viagens pelo Brasil

O gesto ocorre em ano de eleições municipais, quando o presidente tenta ampliar a base eleitoral para se reeleger em 2026

Primeiro destino de Lula em viagens de agenda será a Bahia -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
Primeiro destino de Lula em viagens de agenda será a Bahia - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
postado em 15/01/2024 15:03 / atualizado em 15/01/2024 15:09

Se 2023 foi marcado por viagens internacionais por parte do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2024, o chefe do Executivo voltará a atenção para o Brasil e começará pelo Nordeste o périplo de viagens. A primeira cidade a ser visitada será a Bahia. O gesto ocorre em plenas eleições municipais, quando o petista tenta ampliar a base eleitoral para se reeleger em 2026.

Lula passará nesta semana por ao menos cinco destinos. No dia 18, a previsão é de que ele desembarque em Salvador para a assinatura de acordo de parceria para implantação do Centro Tecnológico Aeroespacial da Bahia (Senai-Cimatec), em Paulo Afonso, para a inauguração da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e em Ipojuca, Pernambuco, onde participará da cerimônia de retomada de investimentos na Refinaria Abreu e Lima (RNEST).

Já no dia 19, ainda no estado de Pernambucano, passará por Abreu e Lima para cerimônia de troca do Comando Militar do Nordeste (CMNE) e, em Fortaleza, estará no lançamento da pedra fundamental do campus do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Conforme anunciado por ele, Lula deseja visitar todas as unidades da Federação ainda no primeiro semestre de 2024.

“Eu quero visitar o Brasil, eu quero visitar as cidades, eu quero conversar com prefeitos, com o povo, com os governadores, porque eu estou determinado não apenas a cuidar do povo brasileiro, mas a cuidar da civilidade, da democracia, da relação humana, cuidar de uma coisa chamada carinho, que a gente tem que tratar com as pessoas, e respeito. Esse Brasil vai ter que voltar a ser um país do respeito. As pessoas podem não gostar politicamente da outra, mas têm que respeitar a outra. Esse país não pode ser um país desumano, agressivo, violento, desrespeitoso, como foi no passado muito próximo”, apontou em dezembro do ano passado.

Ao longo de 2023, o presidente Lula realizou uma série de viagens por quatro continentes: América, Ásia, Europa e África. No total, o chefe do Executivo visitou 24 países e foi criticado por conta da agenda internacional se comparada à nacional.

Como cabo eleitoral, Lula deverá ainda dar atenção especial a Minas Gerais e São Paulo, maiores colégios eleitorais do país para a formação de chapas e palanques.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->