Bichos

Os pets estão sofrendo a volta dos tutores ao presencial, veja alternativas

Serviços que visam o cuidado e a recreação dos pets surgem como opção para tutores que, com a volta dos trabalhos presenciais, temem deixar seus bichos sozinhos por muito tempo

Por Letícia Mouhamad*
postado em 17/04/2022 09:00 / atualizado em 20/04/2022 15:16
 (crédito: Reprodução: Doggie Day Care)
(crédito: Reprodução: Doggie Day Care)

Imagine você, o dia inteiro no mesmo ambiente, sem acesso às redes sociais ou a serviços de streaming, com colegas e familiares ausentes. Parece desconfortável, não? Ou ao menos solitário. Com os animais não é diferente. Passar o dia sem estímulos pode ser prejudicial aos amigos de quatro patas. Pensando nisso, empreendimentos que visam o cuidado e a socialização dos pets têm se popularizado, como é o caso das creches e dos hotéis.

Billie Joe, por exemplo, um border collie bastante ativo, gasta sua energia física e mental com os colegas de creche, na Doggie Day Care (DDC). Lá, ele realiza atividades diversas, que exploram suas necessidades naturais, como farejar, além de participar de desafios sociais, físicos e cognitivos. Para sua tutora, a servidora pública Daniela Siqueira, há uma relação de confiança com os profissionais do local, que se tornou uma extensão da própria casa. "O border não é uma raça fácil, mas entendem exatamente a comunicação deles. Eu me sinto tranquila e Billie Joe, também", relata.

A ideia de colocar seu peludo na creche se deu pela necessidade de inseri-lo em cenários de enriquecimento ambiental, além do fato de que Daniela trabalha boa parte do dia e temia que o cão se sentisse sozinho. Essa é, inclusive, a justificativa da maior parte dos tutores que matriculam os pets na DDC, segundo Denise Turati, idealizadora da empresa, junto à amiga Yara Alvarenga. Socialização, estresse, medo, gasto de energia e ansiedade de separação — em especial agora, no "pós-pandemia" — são aspectos trabalhados com os animais, que visam garantir uma melhora em sua qualidade de vida.

O local dispõe de um pet park interno e externo, com parquinho de areia, grama, cama elástica, esteira ergométrica, natação individual e recreativa, área de descanso e enfermaria, que conta com a supervisão médica da veterinária Cláudia Godoi. O planejamento da creche partiu do desejo de Denise em proporcionar qualidade de vida aos seus cães, Aya e Johnnie. "A intenção era construir um paraíso canino, no qual os peludos pudessem ter uma rica rotina em estímulos, com foco no desenvolvimento individual", explica.

Antes de iniciar qualquer serviço, é exigido um protocolo de vacinas e um período de adaptação, a fim de fazer uma avaliação prévia detalhada do temperamento e do comportamento do animal neste contexto. Já no dia a dia, trabalham-se cinco tipos de enriquecimento ambiental: alimentar, sensorial, físico, cognitivo e social, que incluem momentos de atividades; de descanso; de refeição; de interação coletiva, com estímulos direcionados; de brincarem livremente; de medicações, quando necessário; e de banho, tosa e natação, quando contratados.

A Doggie Day Care  (@doggiedaycare.servicos)  conta com aproximadamente  50 cães, fora os que se  hospedam no hotel
A Doggie Day Care (@doggiedaycare.servicos) conta com aproximadamente 50 cães, fora os que se hospedam no hotel (foto: Foto: Luara Baggi)

Quanto à hospedagem, os cães têm supervisão 24 horas por dia. Os monitores, inclusive, dormem junto aos pets, como forma de dar mais atenção, atender a qualquer necessidade e, principalmente, fazer companhia e não deixá-los sozinhos. Daniela lembra que, quando viaja, recebe informações constantes, com vídeos, do seu border collie. Para Denise, os melhores feedbacks são os rabos saltitantes, os sorrisos estampados, a alegria na interação e a vontade de pular do carro sempre que os pets chegam ao portão.

Outra creche que oferece atividades semelhantes é a Pookie Pet, que abrange, ainda, serviços de hotel, consultório veterinário, banho e tosa. O day care é indicado para a diversão e a socialização dos cães, além de ajudar aqueles que têm problemas derivados da solidão, tédio, estresse, ansiedade, queda de pelo, lambedura excessiva e problemas comportamentais.

Hotel canino da Pookie Pet (@pookiepet)
Hotel canino da Pookie Pet (@pookiepet) (foto: Reprodução: Pookie Pet)

A rotina dos animais inclui brincadeiras individuais; movimentos com foco no convívio em matilha e momento da soneca e dos carinhos — com pouca luz e música para relaxar. A alimentação ocorre em baia individual e existem aulas de obediência básica, com o ensino de comandos, e de circuitos, com obstáculos de pular, para gastar energia. É possível também optar por banhos a seco e escovação dos dentes.

Interação necessária

Devido ao processo de domesticação, no qual os cães tornaram-se afetivos aos humanos, a necessidade de criar vínculos apresenta-se como uma questão de sobrevivência. Isso porque há o desenvolvimento da comunicação entre ambos, na qual é possível compreender quando o pet sente fome e quando está com medo ou animado.

Nas creches e hotéis, o estímulo à interação entre os animais e com as pessoas somente será efetivo se o cachorro tiver vivido um processo de sociabilização na infância — das três semanas até os três meses de vida, segundo o médico veterinário comportamental Luiz Olivio (@vetolivio). Apesar de coincidir com o momento das primeiras vacinações, que exige cuidado redobrado, essas relações devem ser incentivadas.

Quando esse processo de interação não ocorre ou é malsucedido, o cão vê outros animais como ameaça, gerando medo, ansiedade e até agressividade. Na creche, provavelmente, ele terá o comportamento de se afastar do grupo, por não se sentir à vontade. Além disso, o repertório de saídas com o peludo será restrito, prejudicando mais ainda suas relações."O processo de sociabilização não é simplesmente soltar o seu cão com outro; mas, sim, ensiná-lo como se comportar, estabelecendo limites, como fazemos com nossos filhos". explica o veterinário.

Já para os pets que tiveram uma boa socialização, a creche vai permitir que a convivência continue ocorrendo, o que vai aprimorar a comunicação do cão e trazer grandes vantagens. As atividades mentais, por exemplo, satisfazem as necessidades do bicho, que volta para casa muito mais tranquilo.

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

 

  • Hotel canino da Pookie Pet (@pookiepet)
    Hotel canino da Pookie Pet (@pookiepet) Foto: Reprodução: Pookie Pet
  • A Doggie Day Care 
(@doggiedaycare.servicos) 
conta com aproximadamente 
50 cães, fora os que se 
hospedam no hotel
    A Doggie Day Care (@doggiedaycare.servicos) conta com aproximadamente 50 cães, fora os que se hospedam no hotel Foto: Foto: Luara Baggi
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE