Acervo

A essência revolucionária do nascimento da UnB vence o passar dos anos

Há seis décadas, histórias e lutas abastecem a UnB. Convidamos você, leitor, a conhecer e reviver alguns desses momentos em que a academia e a sociedade andaram de mãos dadas

POR Giovanna Fischborn
postado em 17/04/2022 09:00 / atualizado em 17/04/2022 13:12
 (crédito: Acervo UnB)
(crédito: Acervo UnB)

Brasília tinha dois anos quando ganhou uma universidade federal. Inaugurada em 21 de abril de 1962, a Universidade de Brasília (UnB) carregava uma proposta tão inovadora quanto a da capital. A palavra de ordem era reinvenção, do verbo reinventar, ou seja, muito trabalho. O desejo era que a produção acadêmica melhorasse a realidade brasileira.

Sob a premissa de difundir tolerância, amor, direito, respeito, igualdade e justiça, a UnB é palco de cerimônias voltadas à identidade de gênero e orientação sexual, busca por visibilidade e à luta por direitos historicamente negados, como as LGBTfobias.
Sob a premissa de difundir tolerância, amor, direito, respeito, igualdade e justiça, a UnB é palco de cerimônias voltadas à identidade de gênero e orientação sexual, busca por visibilidade e à luta por direitos historicamente negados, como as LGBTfobias. (foto: UnB Agência)

O antropólogo Darcy Ribeiro definiu as bases da instituição, pautadas numa nova cara para a educação superior. O modelo pedagógico foi uma missão para Anísio Teixeira. E o arquiteto Oscar Niemeyer transformou as ideias em prédios.

Reunião do movimento das Diretas Já. Na foto, os alunos estão sentados no centro do Teatro de Arena, ao fundo vê-se o ICC
Reunião do movimento das Diretas Já. Na foto, os alunos estão sentados no centro do Teatro de Arena, ao fundo vê-se o ICC (foto: Arquivo Central. AtoM UnB)

Por algum tempo, a construção da UnB se misturou a da cidade. Muitos canteiros de obras, poucos prédios prontos. As duas passaram a dividir o dia 21 de abril. E, mais que isso, os acontecimentos e as pautas importantes umas da outra.

Desde então, não é exagero dizer que a essência da capital federal — a humana, política e vibrante Brasília — preenche os campus. O tempo só fez acumular acontecimentos e lutas, combustível que faz ambas se (re)construírem. Então, nada mais justo que, na semana do aniversário de Brasília, reunir registros da UnB, marco pulsante da cidade e que, agora, também chega aos "sessentinha".

Na entrada central do ICC, um cartaz que enuncia a greve dos estudantes
Na entrada central do ICC, um cartaz que enuncia a greve dos estudantes (foto: Arquivo Central. AtoM UnB)
Em 2020, os testes da vacina CoronaVac em Brasília contaram com uma equipe multiprofissional, a maioria do Hospital Universitário de Brasília (HUB)
Em 2020, os testes da vacina CoronaVac em Brasília contaram com uma equipe multiprofissional, a maioria do Hospital Universitário de Brasília (HUB) (foto: Acervo UnB)
Registro de 2013, dos 10 anos de cotas na universidade. O sistema foi aprovado em 2003 e instituído efetivamente no ano seguinte, em 2004. Estabeleceu 20% das vagas do vestibular para candidatos negros, além da disponibilização de vagas para indígenas de acordo com demanda específica.
Registro de 2013, dos 10 anos de cotas na universidade. O sistema foi aprovado em 2003 e instituído efetivamente no ano seguinte, em 2004. Estabeleceu 20% das vagas do vestibular para candidatos negros, além da disponibilização de vagas para indígenas de acordo com demanda específica. (foto: Acervo UnB)
Pertencimento: a UnB foi a primeira universidade federal a adotar cotas raciais nos processos seletivos de ingresso na graduação. Daí em diante, a inclusão é realidade na instituição
Pertencimento: a UnB foi a primeira universidade federal a adotar cotas raciais nos processos seletivos de ingresso na graduação. Daí em diante, a inclusão é realidade na instituição (foto: Acervo UnB)

 

  • Estudantes, professores e representantes da comunidade caminharam do ICC Norte à Biblioteca Central da UnB (BCE) em um ato de repúdio à destruiç de livros com a temática de direitos humanos, em 2018
    Estudantes, professores e representantes da comunidade caminharam do ICC Norte à Biblioteca Central da UnB (BCE) em um ato de repúdio à destruiç de livros com a temática de direitos humanos, em 2018 Foto: Secom/UnB
  • Sob a premissa de difundir tolerância, amor, direito, respeito, igualdade e justiça, a UnB é palco de cerimônias voltadas à identidade de gênero e orientação sexual, busca por visibilidade e à luta por direitos historicamente negados, como as LGBTfobias.
    Sob a premissa de difundir tolerância, amor, direito, respeito, igualdade e justiça, a UnB é palco de cerimônias voltadas à identidade de gênero e orientação sexual, busca por visibilidade e à luta por direitos historicamente negados, como as LGBTfobias. Foto: UnB Agência
  • Pertencimento: a UnB foi a primeira universidade federal a adotar cotas raciais nos processos seletivos de ingresso na graduação. Daí em diante, a inclusão é realidade na instituição
    Pertencimento: a UnB foi a primeira universidade federal a adotar cotas raciais nos processos seletivos de ingresso na graduação. Daí em diante, a inclusão é realidade na instituição Foto: Acervo UnB
  • Movimento contra a aprovação do marco temporal, que prevê que as populações indígenas só podem reivindicar terras que ocupavam em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição
    Movimento contra a aprovação do marco temporal, que prevê que as populações indígenas só podem reivindicar terras que ocupavam em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição Foto: Beto Monteiro
  • Registro de 2013, dos 10 anos de cotas na universidade. O sistema foi aprovado em 2003 e instituído efetivamente no ano seguinte, em 2004. Estabeleceu 20% das vagas do vestibular para candidatos negros, além da disponibilização de vagas para indígenas de acordo com demanda específica.
    Registro de 2013, dos 10 anos de cotas na universidade. O sistema foi aprovado em 2003 e instituído efetivamente no ano seguinte, em 2004. Estabeleceu 20% das vagas do vestibular para candidatos negros, além da disponibilização de vagas para indígenas de acordo com demanda específica. Foto: Acervo UnB
  • Retrato de Rita Segato, professora titular e emérita da UnB, pesquisadora e militante. Trabalhou de 1985 até 2010 no Departamento de Sociologia. Foi coautora da primeira proposta de ação afirmativa para garantir o ingresso de estudantes negros e indígenas na educação superior no Brasil (1999)
    Retrato de Rita Segato, professora titular e emérita da UnB, pesquisadora e militante. Trabalhou de 1985 até 2010 no Departamento de Sociologia. Foi coautora da primeira proposta de ação afirmativa para garantir o ingresso de estudantes negros e indígenas na educação superior no Brasil (1999) Foto: Acervo UnB
  • Honestino Guimarães foi líder estudantil na Universidade de Brasília. Considerada uma das invasões mais violentas na UnB, em agosto de 1968, cerca de 500 estudantes e professores foram obrigados, por forças militares, a ficarem concentrados em uma quadra esportiva, no campus Darcy Ribeiro. O episódio marcou a época de repressão na universidade, ocorrida nos anos da ditadura
    Honestino Guimarães foi líder estudantil na Universidade de Brasília. Considerada uma das invasões mais violentas na UnB, em agosto de 1968, cerca de 500 estudantes e professores foram obrigados, por forças militares, a ficarem concentrados em uma quadra esportiva, no campus Darcy Ribeiro. O episódio marcou a época de repressão na universidade, ocorrida nos anos da ditadura Foto: Acervo UnB
  • Em 2020, os testes da vacina CoronaVac em Brasília contaram com uma equipe multiprofissional, a maioria do Hospital Universitário de Brasília (HUB)
    Em 2020, os testes da vacina CoronaVac em Brasília contaram com uma equipe multiprofissional, a maioria do Hospital Universitário de Brasília (HUB) Foto: Acervo UnB
  • Aula em Língua de Sinais Brasileira (Libras) na universidade
    Aula em Língua de Sinais Brasileira (Libras) na universidade Foto: Acervo UnB
  • Pedalada promovida pelo coletivo Bicicleta Livre com Peter Furth, autoridade na área de transportes e mobilidade nos Estados Unidos, pelo campus Darcy Ribeiro
    Pedalada promovida pelo coletivo Bicicleta Livre com Peter Furth, autoridade na área de transportes e mobilidade nos Estados Unidos, pelo campus Darcy Ribeiro Foto: Secom/UnB
  • Reunião do movimento das Diretas Já. Na foto, os alunos estão sentados no centro do Teatro de Arena, ao fundo vê-se o ICC
    Reunião do movimento das Diretas Já. Na foto, os alunos estão sentados no centro do Teatro de Arena, ao fundo vê-se o ICC Foto: Arquivo Central. AtoM UnB
  • Na entrada central do ICC, um cartaz que enuncia a greve dos estudantes
    Na entrada central do ICC, um cartaz que enuncia a greve dos estudantes Foto: Arquivo Central. AtoM UnB
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE