turismocultural

“Liberdade” é a senha para o Carnaval nas cidades históricas de Minas Gerais

“Liberdade” é a senha para o Carnaval nas cidades históricas de Minas Gerais -  (crédito: Uai Turismo)
“Liberdade” é a senha para o Carnaval nas cidades históricas de Minas Gerais - (crédito: Uai Turismo)
Uai Turismo
postado em 10/02/2024 06:30

Prometendo a manutenção das tradições, muita folia, garantia de segurança e a agradável tranquilidade, as cidades históricas de Minas Gerais, que sempre preservaram o carnaval mais tradicional do estado e um jeito muito peculiar de apresentar esta grande festa, promete ser a grande opção para quem quiser curtir os dias de folia e ainda circular por cenários importantes do contexto histórico de Minas Gerais.

Opções não faltarão! São manifestações regionais das mais variadas e todas regadas com expressões fortes da cultura popular mineira, onde o carnaval se mostra colorido, intenso, divertido e contextualizado pelas marcas de cada um dos municípios inseridos neste grande roteiro festivo, que recebe uma atenção especial em termos de promoção e visibilidade turística neste período do ano.

Para assegurar sua fatia de bom fluxo de visitantes, os municípios se preparam e promovem programações variadas por meio de grandes investimentos, inovações, criatividade e com uma parceria muito especial com a SECULT – Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais.

Com o foco turístico sempre voltado para as cidades do litoral brasileiro, Minas Gerais vinha sendo pouco destacado como uma boa oferta carnavalesca, mas as cidades históricas, mantendo a tradição dos festejos, garantiram uma rápida ascensão, com a valorização dos bloquinhos, dos cortejos sonoros das bandas de música, com as ruas bem decoradas e claro, com a força histórica que sempre embalou o turismo mineiro.

Confirmação de que a cultura movimenta o turismo

Se pensarmos em tradição, Ouro Preto abriga o Bloco Zé Pereira dos Lacaios, que por mais de 150 anos ilustra a festa nas ruas tricentenárias do grande cenário Ouropretano e participar deste movimento secular, tem com certeza, um sabor muito especial.

Pra não perder o costume, esta é mais uma confirmação de que as manifestações culturais, sustentam firmemente as motivações para o fluxo turístico em todo o país.

LEIA TAMBÉM: Folia em Minas: lançamento do 1º Carnaval da Liberdade e da Tranquilidade

Segundo Leônidas Oliveira, Secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, “Tranversalidade de áreas é tema central na gestão contemporânea. Em Minas Gerais, o turismo cultural representa 50% da demanda turística. Grande parte dela oriunda no nosso patrimônio histórico (62% do Patrimônio nacional protegido está em Minas), paisagens culturais, cozinha mineira e festas urbanas e das comunidades tradicionais. Cultura e turismo, em conjunto, fortalecem a economia da criatividade e foram responsáveis pela geração de 50 mil empregos em 2023 e nos coloca na liderança, segundo IBGE, no crescimento do setor no Brasil. A estratégia é muito simples, num mundo automatizado, que busca por experiências verdadeiras, é somente a cultura, o elemento capaz de oferecer viagens com autenticidade. Nesse sentido mesmo a natureza forte elemento de atração de turistas em Minas, compreende sua inserção na mineirdade, ou seja, os sentidos simbólicos que a envolve.”

A riqueza das cidades históricas de Minas Gerais

Também, um estado que tem Diamantina, Ouro Preto, São João Del Rei, Mariana, Itabirito, Itapecerica entre muitas outras, como cenário para a folia, é quase impossível que tantos atributos não sejam aproveitados para motivar ainda mais o fluxo de visitantes.

Que o mineiro é um povo festeiro nós já sabemos, mas com tanta riqueza cultural, as Cidades Históricas de Minas Gerais, viram opção e se mostra como um destino turístico nacional consolidado e pronto pra receber foliões de toda parte do mundo.

De acordo com a assessoria da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, “Nos últimos anos o carnaval das marchinhas, dos blocos caricatos e os desfiles pelas ruas e ladeiras das cidades históricas vem dominando a programação e atraindo turistas que buscam festa, folia, tranquilidade e segurança. E para o ano de 2024, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo – SEULT, as cidades mineiras prepararam uma programação especial, considerando o Carnaval da Liberdade, sempre inclusivo e participativo; e o Carnaval da Tranquilidade, com programação alternativa, acontecendo nos distritos e vilarejos das cidades históricas, voltando para quem quer conforto, segurança e muita tranquilidade nos dias de folia.”

Eu, particularmente como um bom folião, já preparei o meu roteiro para os dias de festa e pretendo circular, aproveitando ao máximo tudo que o Carnaval da Liberdade nas Cidades Históricas está me oferecendo.

Carnaval da Liberdade nas cidades históricas

Claro, que não consigo rodar distâncias muito longas, mas confesso que com o cardápio que vem sendo apresentado, fico tentado a conhecer de perto todas as tradições da folia. Veja abaixo algumas das principais atrações apresentadas pelos municípios históricos.

Diamantina

Em Diamantina, a 290km de Belo Horizonte, que foi durante décadas considerado o melhor carnaval de Minas Gerais, a programação deste ano ganhou um reforço de peso, com o Carnaval da Tranquilidade. O Carnaval tradicional da cidade segue com programação diversificada e cheia de energia para o Carnaval 2024, em diversos espaços, cada um com programações próprias. 

A programação inclui apresentações de Jack Boris, Bartucada e Bat-Caverna. O ritmo continua durante todo o fim de semana e até terça-feira, 13/02, com apresentações de Wilson e Bruno, Swing do Leva, Sambeco, Victor e Fabiano, Grupo Tô Chegando, Barco a Vela, Grupo 9dade, Tati Meira e Uh! Bloco.

Por lá, ainda teremos festa na Praça do Mercado Velho, na Rua da Quitanda, na Praça Doutor Prado e ainda a promessa do Carnaval Radical, que oferece a “Caminhada Passos de Dom João”, um passeio interpretativo de 13 km até a Vila de Biribiri no domingo, 11/02. Na segunda-feira, 12/02, há o “Bike Extração”, um passeio de bicicleta de 10,3 km até o distrito de Extração. E na terça-feira, 13/02, as crianças podem participar da “Radical Kids”, uma corrida infantil no Largo Dom João.

Mais informações sobre a folia em Diamantina, podem ser acionadas pelo e-mail: turismol@diamantina.mg.gov.br

Ouro Preto

Já em Ouro Preto, o carnaval acontecerá entre os dias 08 e 13 de fevereiro, com os tradicionais blocos, shows de bandas e grupos musicais de variados estilos. A programação ainda traz a participação das Escolas de Samba da cidade. O tema escolhido este ano é “Uma viagem a Ouro Preto”, no qual a festa faz referência à viagem organizada em 1924 pelo escritor Mário de Andrade, que formou a caravana modernista pelas cidades históricas mineiras.

O Movimento Modernista identificou em Ouro Preto e outras cidades históricas uma “autêntica arte brasileira”. Na ocasião, fizeram parte da caravana nomes como Oswald de Andrade, Godofredo da Silva Telles, René Thiollier, Tarsila do Amaral, Olívia Guedes Penteado e o poeta suíço que estava no Brasil à época, Blaise Cendrars. Os modernistas viram aqui traços da identidade nacional.

Foto: Patrick de Araujo/ Secretaria de Turismo de Ouro Preto

Com a expectativa de 80 mil foliões, o maior carnaval do interior de Minas Gerais terá a participação de aproximadamente 50 blocos carnavalescos, como o Vermelho e Branco, a Bandalheira e o Zé Pereira dos Lacaios (bloco mais antigo do Brasil).

Além das apresentações gratuitas pelas ruas, também há o carnaval da liga dos blocos, com atrações de renome nacional. Os turistas e a população de Ouro Preto que forem visitar os museus nos dias de folia devem se atentar aos horários de funcionamento disponibilizados no site da prefeitura.

Santa Bárbara

Em Santa Bárbara, com seus 319 anos de fundação e a 100km da capital mineira, o Carnaval é tradicional e conta com espaço próprio, Espaço Cultural da Praça da Estação, visando maior segurança e conforto para os foliões.

LEIA TAMBÉM: Cultura, a matéria prima do turismo

São 5 dias de muita alegria começando na sexta-feira. As noites são marcadas pela apresentação das bandas locais (artistas da terra), bandas regionais e de nomes nacionais a exemplo, o Projeto Samba 90º, formado pelos nomes clássicos do samba e do pagode.

Por lá, no domingo e na terça-feira a programação começa mais cedo, às 15h, para que idosos, crianças e toda família possa aproveitar as matinês.

Itapecirica

Em Itapecirica, o Carnaval Cultural Itabeleza, a folia acontecerá no centro histórico da cidade, de 9 a 13 de fevereiro. O Carnaval Cultural dará destaque para os tradicionais blocos carnavalescos de Itapecerica: Mal Dormidos, Suvaco de Cobra, Balaco Baku e Só a Nata, que irão fazer seus desfiles e arrastar os foliões pelas ruas prometendo muita alegria. A cidade sempre teve a música como uma importante forma de expressão cultural e o seu Carnaval reflete essa vocação, compartilhada com outras cidades históricas mineiras.

A infraestrutura preparada garantirá o conforto e o bem-estar dos foliões, com decoração temática, palco, barracas de comida e bebida, tendas, banheiros, espaço kids, brigadistas, segurança pública e privada.

Itabira

Em Itabira, a terra de Carlos Drumond de Andrade, os blocos também garantem a festa, que este ano chega com o tema ‘Balancê’, título do sucesso de Gal Costa, e promete ser a mais segura e democrática da região.  

O Carnaval de Itabira terá ainda presença de blocos tradicionais de Belo Horizonte, como o Então Brilha e o Me beija que sou pagodeiro, entre muitas outras atrações de peso.

Caeté

Em Caeté o carnaval tem nome próprio: Carnavrau! O evento este ano, é parte das comemorações oficiais dos 310 anos da cidade e promete ser o carnaval, mais inesquecível da cidade.

Foto: Venâncio Carreira/ Acervo Circuito do Ouro – Prefeitura de Caeté

O carnaval 2024 em Caeté está simplesmente muito especial! No centro histórico da cidade, a folia é garantida e acontece em clima de alegria, amor e paz!

Sabará

Na cidade histórica de Sabará, por muitos anos, o Carnaval foi o mais badalado e frequentado na região da grande Belo Horizonte. Por lá, o carnaval será descentralizado, tendo pontos em bairros e distritos, como no bairro Nações Unidas e em Ravena. Na cidade, o folião ainda pode visitar a exposição “A experiência do Carnaval de Sabará”, no Solar do Padre Correia – rua D. Pedro II, 200, às 19h, trazendo um pouco da história da antiga Vila de Sabarabuçu. Se te chamou a atenção, busque maiores informações pelo site oficial do Carnaval de Sabará ou pelo e-mail cultura@sabara.mg.gov.br.

Nova Lima

Nova Lima, bem pertinho de Belo Horizonte, garante uma folia animada com a participação de mais de 80 blocos e com o desfile das tradicionais Escolas de Samba da cidade.

O carnaval de Nova Lima tem uma programação extensa. As comemorações carnavalescas terminam na quarta-feira (14/2), às 9h, com o Bloco dos Garis, que percorre um trajeto da rua Santa Cruz até a Praça Bernardino de Lima – Centro. A expectativa é de que aproximadamente 120mil foliões se divirtam nas ruas curtindo os dias de festa.

Neste ano, foram cadastradas 91 organizações carnavalescas – blocos fixos e com cortejo e escolas de samba. Incrementam o carnaval, o desfile de tradicionais blocos e de escolas de samba. A folia do carnaval será levada a 29 bairros do município.

LEIA TAMBÉM: 5 destinos para quem quer curtir o carnaval longe da folia

Estão programados para desfilarem nas ladeiras de Nova Lima, os tradicionais blocos da Taioba, Marylou, dos Sujos e Olosujos, além das escolas de samba Unidos do Rosário e União do Morro. 83 blocos se distribuirão em 29 bairros das 04 regionais da cidade, contemplando os bairros Jardim Canadá, São Sebastião das Águas Claras (Macacos), Honório Bicalho e Vila da Serra.

A programação completa do carnaval de Nova Lima pode ser acessada por aqui.

São João Del Rei

Em São João Del Rei, mais de 50 blocos de rua e cinco escolas de samba fazem ferver as ruas históricas de um dos carnavais mais antigos e emblemáticos de Minas Gerais.  O primeiro dia do Carnaval, sábado, dia 10, um dos blocos mais tradicionais da cidade, o Alvorada abre a programação do primeiro dia do Carnaval oficial, saindo do Bar Bico de Lacre por volta das 4h, com banda e trompete anunciando o raiar do dia e os foliões vestidos com roupa de dormir, como se tivessem se levantado da cama só para começar logo a curtição da folia.

Curiosa e muito tradicional também é a apresentação do Bloco dos Caveiras, surgido em 1959, na abertura do segundo dia do desfile das escolas de samba. Foliões vestidos com fantasias de personagens de terror, como diabos, vampiros, fantasmas e serial killers do cinema, os integrantes desfilam ao som da marcha fúnebre (Sonata no. 2, em Si Bemol Menor, op. 35, de Frederic Chopin).  

Itabirito

Em Itabirito, a 53 km de Belo Horizonte, a folia foi iniciada com o desfile do Bloco do Zé Pereira, no Centro Histórico da cidade e o carnaval segue agora com a festa comandada pelos blocos sonorizados, blocos temáticos e os blocos históricos, como a Gaiola das Loucas, a Bandalheira e o Cordão da velha e o Cordão da nova, com uma divertida movimentação criada pelas Corporações Musicais da cidade, que mantém viva esta tradição do Itabirito Folia.

Foto: Acervo SECOM – Prefeitura de Itabirito)

Que estiver à procura de irreverência e muita diversão, pode se programar para estar na cidade nas tardes do domingo e da terça feira de carnaval, quando a Bandalheira invade as ruas do centro da cidade com a animação dos mais tradicionais carnavalescos da cidade.

Com quase 60 anos de existência, a Bandalheira de Itabirito, significa a própria democracia momesca. No mesmo bloco, músicos, ritmistas, personagens dos mais variados e toda a diversidade que se espera com a festa, pode ser encontrada nesta manifestação quase secular, que é destaque da programação.

A cidade ainda contará com o circuito de palcos, instalados em 4 pontos no centro da cidade, além dos distritos de Acuruí e São Gonçalo do Bação, que também ganham o movimento festivo neste período. Os palcos instalados, além de uma vasta e criativa programação, homenageiam nomes expressivos da música itabiritense, como os Maestros Dungas e Vieira, o ícone Tertuliano Silva, além das pianistas e professoras Liz Bastos e a querida Tia Lolinha!

A criançada também poderá se divertir no Espaço Kids, especialmente montado na Praça do Centenário, bem no coração da cidade com uma programação pra lá de especial.

Enfim, O Carnaval da Liberdade nas Cidades Históricas de Minas Gerais, promete entregar as melhores festas para foliões de todas as idades, inclusive para aqueles que não curtem muito a confusão.

Para estes, os municípios das Cidades Históricas garantem a oferta de museus, atrativos naturais, paisagens fabulosas, opções de trekking, passeios de bike e as infindáveis cachoeiras, que também podem ser encontradas em toda a região. Vale a pena investir no seu lazer.

Por hora é isso! Façam nestes dias, o melhor carnaval da vida de vocês! Aproveitem

Importante agradecer as informações recebidas através da assessoria da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais!

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br