Publicidade

Estado de Minas

Buracos em região de Taguatinga causam transtornos a motoristas

Em nota, Administração Regional informou que Operação Tapa Buracos é feita de maneira paliativa. Porém, deve enviar equipe ao local


postado em 02/01/2018 23:38 / atualizado em 03/01/2018 08:12

"Quando chove parece um rio. Vira e mexe esses buracos abrem e são fundos. Um absurdo", contou motorista e morador da região (foto: Arquivo Pessoal)


A crescente aparição de buracos têm tirado o sossego de moradores e motoristas da Quadra 1, em Taguatinga. Nesta terça-feira (2/1), um leitor do Correio, o servidor público Daniel Camargo, 38 anos, encaminhou por aplicativo de mensagens uma reclamação sobre o problema. A rua em questão fica em frente ao Centro Educacional 6 da região administrativa.

Morador de Taguatinga há três anos, ele contou que é comum, principalmente em tempos de chuva, que buracos no asfalto apareçam. "Quando chove parece um rio. Vira e mexe esses buracos abrem e são fundos. É só chover. O cimento está saindo todo, como se fosse manteiga. Um absurdo. O governo só está maquiando e acabam gastando dinheiro com isso em vão, porque não adianta de nada", afirmou.

Sobre  a Operação Tapa-Buracos, Daniel explicou que foi feita na região durante a semana passada. Porém,não adiantou. Para Camargo, a solução está na retirada do asfalto para refazê-lo de forma correta. "Precisamos de um asfalto grosso. Quando tem enxurrada, afunila e desce toda a água para a rua. Também passa muito veículo pesado", relatou. 

Ainda de acordo com o relato do servidor público, os buracos oferecem riscos, como por exemplo, acidentes já ocorridos pelo local. "Os motoristas tentam desviar dos buracos e acabam entrando na contra-mão. Já teve várias batidas na rua. É preocupante porque também passa muita criança aqui", pontuou Daniel.

As obras mal acabadas também causaram prejuízos. "Minha esposa passou com o carro no buraco e o pneu rasgou com mais de 20 cm, a roda entortou e a suspensão estragou", apontou o morador. O rombo soma cerca de R$ 2 mil.

 

Resposta 


Consultada, a Administração Regional de Taguatinga explicou, por meio de nota, que a operação Tapa Buracos é feita de maneira paliativa. Porém, prometeu enviar uma equipe ao local para que o serviço seja feito e prevenir que problemas assim aconteçam novamente. A Administração ressaltou que irá contar, ainda, com o apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para cuidar da malha viária de Taguatinga. Porém, a pasta não deu previsão para as obras.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade