Vídeo: Entrevista com Bruno Victor, diretor do curta 'Afronte'

Produção brasiliense foi exibida na última quarta-feira (20/9) na Mostra Brasília

postado em 22/09/2017 12:10 / atualizado em 22/09/2017 12:14

Correio Braziliense

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press

Um dos curtas que mais movimentou o público até agora, Afronte tem dado o que falar. O filme aborda as questões do preconceito de gênero, racismo e diversidade. A produção abriu a Mostra Brasília na quarta-feira (20/9) no Cine Brasília, em clima de protesto.

O diretor de Afronte, Bruno Victor, concedeu uma entrevista ao Correio, e falou um pouco sobre o momento que o cinema brasileiro está vivendo, referente aos constantes filmes abordando questões de preconceito. "Estamos em momento que estamos ganhando muita abertura para debater a questão do preconceito e da intolerância, não só trazendo filmes, mas reflexão para pessoas de todas as idades. As pessoas se identificam na tela, o cinema traz uma visibilidade, criando uma oportunidade de quebrar os pensamentos e trazer novas visões" comenta Bruno. 
 
O diretor ainda elogiou o espaço que o Festival de Brasília do Cine Brasileiro está dando para os filmes, e a oportunidade de produções com baixo orçamento de participarem da mostra. "Afronte vem com uma pegada de aproximar o publico, e mostrar que é possível fazer um filme de baixo orçamento concorrendo com os grandes, com espaço igualitário. O festival está sendo muito democrático."
 
 

Últimas Notícias

Últimas Notícias Veja Mais

* * *