Publicidade

Correio Braziliense

Lilian Cristina, 20ª vítima de feminicídio no ano, será enterrada sábado

Corpo será enterrado no cemitério de Sobradinho. Estudante morreu quando estava tentando organizar a vida, trabalhando e tendo aulas no Paranoá


postado em 13/09/2019 15:12 / atualizado em 13/09/2019 15:25

Mulher deixou filhos, pais e amigos(foto: Reprodução/Facebook)
Mulher deixou filhos, pais e amigos (foto: Reprodução/Facebook)
Lilian Cristina da Silva será enterrada no próximo sábado (14/9), no cemitério de Sobradinho, às 16h. A jovem de 25 anos foi assassinada na última quinta-feira (12/9), quando o ex-namorado, Jhonnatan Neto, 36, a esfaqueou por ciúmes. Mãe de quatro filhos, ela é a 20ª vítima de feminicídio do ano no Distrito Federal.

Assassino e vítima tiveram um relacionamento com idas e vindas. Em maio, começaram a morar no mesmo lote, em uma área no Paranoá, onde ambos passaram a trabalhar com serviços gerais. No começo de setembro, ela decidiu por fim de vez no namoro, mas, mesmo assim, Jhonnatan continuou demonstrando sentimentos de posse e de ciúmes com ela, inclusive a ameaçando.

Na noite de quarta para quinta-feira, Lilian dormiu com o novo namorado e Jhonnatan se irritou. Em depoimento, ele disse que foi ofendido por ela e acabou sendo "tomado pelo ódio", quando pegou uma faca de cozinha e a matou. 

Para Maria das Dores, 47, dona da chácara onde ambos moravam, a jovem deixará saudades. “Ela era uma pessoa guerreira, que trabalhava, estudava e era muito inteligente”. Maria considerava Lilian como uma filha, tanto que cuidava do bebê da mulher, de 1 ano, enquanto ela ia para a escola. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade