Publicidade

Correio Braziliense

Sírio-Libanês de Brasília descarta caso suspeito de novo coronavírus

Paciente vindo da Itália procurou o hospital com sintomas, mas exames mostraram se tratar somente de uma gripe


postado em 28/02/2020 17:41 / atualizado em 28/02/2020 17:42

(foto: Hospital Sirio-Libanes/Divulgação)
(foto: Hospital Sirio-Libanes/Divulgação)
Mais um caso suspeito de novo coronavírus foi descartado no Distrito Federal nesta sexta-feira. Desta vez, em um paciente que voltou recentemente da Itália e estava com sintomas semelhantes ao do novo vírus. A pessoa procurou o Hospital Sírio-Libanês, que fica na Asa Sul, no início desta semana. Os exames atestaram se tratar de uma gripe comum, causada por um vírus da família do corona, mas não o Covid-19. 

 

De acordo com o hospital, todos os procedimentos foram tomados e todos os órgãos competentes, como o Ministério da Saúde, informados. Por se tratar de uma pessoa que apresentava sintomas e tinha estado em um país com casos relatados, o caso foi tratado como suspeito até a confirmação por exames clínicos. 

 

Até esta quinta-feira (27/2), Brasília tinha cinco casos suspeitos registrados pelo Ministério da Saúde. Em todo o Brasil, são monitorados 182 casos. Somente uma pessoa, em São Paulo, foi diagnosticada com o Covid-19

 
Comitê criado no DF

Nesta sexta-feira (28/2), o Governo do Distrito Federal instituiu o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) para enfrentamento do coronavírus. O COE é formado por 19 gestores e suplentes da Secretaria de Saúde, que alinharão as ações de combate ao Covid-19.

O centro terá como atribuições analisar os padrões de ocorrência, distribuição e confirmação dos casos suspeitos de coronavírus no DF; elaborar os fluxos e protocolos de vigilância, assistência e laboratório; capacitar servidores da Secretaria de Saúde e das unidades privadas de saúde, de forma a ampliar o potencial de resposta contra a doença; e subsidiar os gestores com informações técnicas sobre o assunto, para a melhor tomada de decisões.

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade