Cidades

Acusado de tentar matar a companheira queimada se entrega à polícia

Luiz Carlos de Melo Cabral, 37 anos, compareceu à 6ª DP com um advogado e se negou a falar sobre o crime. A vítima segue internada no Hospital Regional da Asa Norte

Sarah Peres
postado em 14/05/2020 17:51
A vítima sofreu queimaduras no rosto, braços, tórax e nas costasLuiz Carlos de Melo Cabral, 37 anos, suspeito de tentativa de feminicídio, se entregou à 6; Delegacia de Polícia (Paranoá) na tarde desta quinta-feira (14/5). Ele é acusado de atear fogo contra a própria companheira, de 41 anos, na casa onde moravam, na Quadra 2 do Paranoá, no último sábado (9).

O suspeito teria jogado álcool no corpo da companheira e, depois, ateado fogo. Em depoimento à polícia, a mulher afirmou que começou a gritar por ajuda, momento em que o agressor fugiu. O proprietário da residência que eles alugam escutou os pedidos de socorro e ajudou a mulher.

Ela sofreu queimaduras no rosto, braços, tórax e nas costas. Após receber atendimento no Hospital Regional do Paranoá, a vítima foi transferida para o Hospital Regional da Asa Norte ; referência no tratamento de queimados.

[SAIBAMAIS]Agentes da 6;DP chegaram a questionar o agressor sobre o que teria ocorrido no dia do crime. Contudo, ele se negou a apresentar a própria versão dos fatos, informando que só diria na Justiça. Portanto, ele foi encaminhado para o Departamento de Controle e Custódia de Presos (DCCP), no Complexo da Polícia Civil.

Como Luiz Carlos tem um mandado de prisão preventiva pela tentativa de feminicídio, ele ficará detido no Complexo Penitenciário da Papuda até o julgamento. Ele já tinha passagens por tentativa de homicídio e roubo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação