Cidades

Naja de Brasília: redes sociais ganham páginas protagonizadas pela cobra

Com quase 100 mil seguidores somados no Twitter e Instagram, perfis publicam memes sobre situação da serpente que picou estudante no DF

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 12/07/2020 13:11
Meme da cobra naja de batom e com unhas grandesHá quase uma semana em alta nas redes sociais, a história da cobra que picou estudante no Guará continua rendendo assunto e, agora, memes. O perfil ;Naja de Brasília; surgiu na noite deste sábado (11/7), simultaneamente no Twitter e no Instagram, e tem 39,6 mil seguidores na primeira plataforma e 49 mil na segunda.

Com o usuário @najaoriginal, o autor posta piadas ; ora mais ácidas, ora mais sutis ; e levanta milhares de curtidas e centenas de comentários em poucos minutos. O dono, ou a dona, das páginas não se identificou, mas deixou um e-mail de contato para quem estiver interessado em interagir diretamente: anajavenenosa@gmail.com.
[SAIBAMAIS]Na descrição, um aviso ;soltarei verdades acompanhadas de MUITO veneno e memes também;. Grande parte das postagens faz referência ao crime de tráfico de animais, uma das possibilidades apurada pela Polícia Civil do Distrito Federal e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) ; uma vez que o estudante Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkuhl não tinha autorização para importar a cobra.

Confira algumas publicações:

[VIDEO1]
[VIDEO4]
[VIDEO2]
[VIDEO5]
[VIDEO3]
[VIDEO6]

Outros perfis

Na manhã deste domingo (12/7), mais perfis dedicados à naja surgiram, todos com postagens semelhantes, como a @najadebsb, @cobranajabsb e @najaofcial. A cobra também ganhou um ensaio de fotos feito pelo Zoológico de Brasília.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação