Cidades

Defesa de Miss Bumbum e ex-capa da Playboy faz novo pedido de liberdade

Habeas Corpus pede relaxamento ou revogação da prisão preventiva. Flavia Tamayo está presa no Espirito Santo desde 21 de julho

Jaqueline Fonseca
postado em 04/08/2020 22:11
Flavia Tamayo, a Miss Bumbum, é acusada de tráfico de drogasA defesa da modelo Flávia Tamayo, conhecida pelo título de Miss Bumbum, fez novo pedido de liberdade à Justiça do Distrito Federal. Ela está presa no Espírito Santo desde o dia 21 de julho. Segundo a Polícia Civil do DF, ela é suspeita de integrar uma rede de tráfico de drogas que associava venda de programas sexuais e entorpecentes.

Segundo a defesa, a modelo estava em Vitória a trabalho, onde fez um ensaio fotográfico. Algumas das imagens foram compartilhadas com o Correio. Os advogados já tinham anunciado a intenção de impetrar um Habeas Corpus para libertar Flávia,após a negativa do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) em suspender a medida que a levou à prisão.
Em nota, a defesa informou que a cliente não oferece risco à continuidade das investigações, bem como possui residência física e trabalho lícito. ;O pedido de soltura foi feito com o objetivo de que seja conhecido o pedido de relaxamento/revogação da prisão preventiva, com ou sem o estabelecimento de medidas cautelares diversas da prisão.;

Enquanto o advogado tenta a liberdade da modelo, continua em andamento o processo de recambiamento da Miss Bumbum. A Secretaria de Justiça do Espírito Santo confirmou ter recebido o pedido de transferência de Flávia Tamaio em 27 de julho e está dando seguimento aos trâmites burocráticos. A Polícia Civil do DF diz não ter previsão de quando isso ocorrerá. Já a defesa é contra a transferência, pois ela estaria sendo ameaçada em Brasília.

Entenda o caso


A investigação levou à prisão da Miss Bumbum foi realizada pela 5; Delegacia de Polícia (Asa Norte) a partir da Operação Rede, deflagrada em janeiro de 2019. Após apurações, a PCDF solicitou apoio à Polícia Civil do Espírito Santo que realizou a prisão da jovem quando ela entrava em um hotel na orla da praia de Camburi.
[FOTO1646532]

Veja nota da defesa na íntegra:

A defesa de Flávia, constituída pelos advogado Fabrício Martins Chaves Lucas é Luís Gustavo Delgado Barros, após terem acesso à íntegra dos autos que originaram a prisão preventiva da investigada, impetrou habeas corpus, ao Tribunal de justiça do Distrito Federal, para que seja conhecido o pedido de relaxamento/ revogação da prisão preventiva, com ou sem o estabelecimento de medidas cautelares diversas da prisão.
Entende a defesa que Flávia não oferece risco à continuidade das investigações, bem como possui residência fixa e trabalho lícito.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação