Cidades

Corpo de advogado encontrado no Lago Paranoá segue no IML

Carlos Eduardo Marano Rocha estava desaparecido desde sábado (1°/8) e foi encontrado nesta terça-feira (4/8). Polícia solicitou exames para determinar a causa da morte

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 05/08/2020 11:17
Foram quatro dias de busca pelo Lago ParanoáO corpo do advogado Carlos Eduardo Marano Rocha, 41 anos, segue no Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exames que possam determinar as causas e circunstâncias da morte. Carlos estava desaparecido desde sábado (1;/8) quando sumiu de uma lancha em que estava com mais 12 pessoas no Lago Paranoá. A 10; Delegacia de Polícia (Lago Sul) cuida do caso.

O corpo do advogado foi encontrado nesta terça-feira (4/8) e, ainda pela noite, foram solicitados dois laudos periciais aos institutos Criminalística (IC) e de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil. Inicialmente, investigadores trabalham com a hipótese de óbito acidental, mas os laudos do IML irão confirmar a causa e as circunstâncias da morte.

As lanchas em que o advogado estava irão passar por perícia e o celular da vítima está com os investigadores. Amigos, familiares e pessoas que estavam nas embarcações ainda prestam depoimento durante esta quarta-feira (5/8).

Buscas

Advogado estava desaparecido desde sábadoForam quatro dias de buscas pelo corpo de Carlos Eduardo no Lago Paranoá. O Corpo de Bombeiros Militar de Brasília (CBMDF) contou com o apoio da Marinha do Brasil e de cães farejadores para encontrar o homem.

Familiares e amigos acompanharam as buscas desde domingo. Quando o corpo foi encontrado, o cunhado da vítima fez o reconhecimento.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação