Publicidade

Correio Braziliense

Nego do Borel adia DVD que seria gravado no Dia da Visibilidade Trans

O cantor é acusado de ter sido transfóbico em rede social


postado em 24/01/2019 09:27 / atualizado em 24/01/2019 09:28

O cantor se envolveu em várias polêmicas com a comunidade LGBT nos últimos anos
O cantor se envolveu em várias polêmicas com a comunidade LGBT nos últimos anos

 
Após ser vaiado em show da Anitta, o funkeiro Nego do Borel deciu adiar as filmagens do DVD que seria gravado na próxima terça-feira (29/1) na cidade Rio de Janeiro, dia em que é dedicado à visibilidade trans no Brasil.

Por meio de nota à imprensa, a Sony Music declarou que a decisão é "em respeito às pessoas qeu feriu e à toda a comunidade LGBTQ+". O cantor é acusado de transfobia após tratar no masculino uma usuária transsexual em comentários no Instagram. Ela elogiou o cantor, afirmando que ele é muito "gato". Ele respondeu que a usuária é "um homem gato também." 

A nota segue afirmando que o momento é de reflexão na vida do cantor. "Não se trata de um momento de celebraçaõ, mas de reflexão e respeito. A data de 29 de janeiro também convida a todos para um momento de atenção especial, por se tratar do Dia Nacional da Visibilidade Trans".

O cantor se desculpou nas redes sociais pela polêmica, o que o não impediu de ter sido vaiado em show da Anitta no último fim de semana. A cantora tentou defender Nego do Borel, mas ele acabou se retirando do palco. 

"A Sony Music se solidariza com todos que têm sofrido algum tipo de constrangimento e discriminação e reafirma o compromisso com a promoção da igualdade de gênero, sexual, étnico-racial, religiosa, repudiando toda e qualquer manifestação de preconceito com todos os grupos sociais historicamente discriminados nesse país", finalizou o comunicado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade