Publicidade

Correio Braziliense

'Marighella' tem lançamento cancelado no Brasil

A cinebiografia não conseguiu cumprir os trâmites da Ancine


postado em 12/09/2019 19:19 / atualizado em 12/09/2019 19:19

'Marighella' é a cinebiografia do guerrilheiro Carlos Marighella, morto durante a ditadura militar (foto: Reprodução)
'Marighella' é a cinebiografia do guerrilheiro Carlos Marighella, morto durante a ditadura militar (foto: Reprodução)

 

Dirigido por Wagner Moura, o lançamento do filme Marighella, que seria em 20 de novembro, em homenagem ao Dia da Consciência Negra, foi adiado. A produção não estreará em novembro, por não cumprir a tempo os trâmites exigidos pela Ancine. O longa-metragem precisava ressarcir a verba liberada pela Agência para a produção do filme.

 

No mês passado, a produtora O2 entrou com um recurso solicitando a liberação de verbas para a comercialização do filme, antes da assinatura efetiva do contrato com o Fundo Setorial do Audiovisual. No entanto, o pedido foi negado pela Ancine.

 

Em nota, os produtores do filme lamentaram. “Nós, produtores do longa-metragem Marighella, dirigido por Wagner Moura, anunciamos que a data de lançamento do filme nos cinemas brasileiros, divulgada anteriormente para 20 de novembro de 2019, está cancelada. Os produtores haviam escolhido o mês de novembro, que marca os 50 anos de morte de Carlos Marighella, e o dia 20, da Consciência Negra, para a estreia”.

 

“No entanto, a O2 Filmes não conseguiu cumprir a tempo todos os trâmites exigidos pela Ancine (Agência Nacional do Cinema). Marighella segue sendo apresentado com muitos sucesso em vários festivais de cinema no mundo. Nosso objetivo principal sempre foi a estreia no Brasil. Os produtores e a distribuidora Paris Filmes vão seguir trabalhando para que isso aconteça”, completa a nota.

 

Marighella ainda não tem nova data de estreia.

 

Vale lembrar

Durante as premiações que o filme participou, muitas vezes foi ressaltado a dificuldade de lançar Marighella no Brasil. "Nós vamos batalhar, vamos fazer o que for preciso. Vamos lançar Marighella no Brasil”, revelou a produtora Andrea Barata durante o Festival de Berlim.

 

O diretor, Wagner Moura, também revelou ao Daily Telegraph que a tensão política no país, também era um obstáculo: “Eu estava preparado para o filme polarizar as pessoas e para as críticas, mas eu não estava preparado para nossos distribuidores não terem a coragem de lançar o filme”.

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade