Publicidade

Correio Braziliense

Jornalista Bartolomeu Rodrigues será o novo secretário de Cultura do DF

Amigo de longa data do governador, o novo secretário disse que foi convidado na noite desta quinta-feira (19/12) para o cargo


postado em 19/12/2019 20:52 / atualizado em 19/12/2019 22:03

(foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
Com espírito conciliador e uma vontade de ouvir a classe artística, o jornalista e escritor Bartolomeu Rodrigues aceitou o convite do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), para assumir a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF

Amigo de longa data do emedebista, o novo secretário disse que foi convidado na noite desta quinta-feira (19/12) para o cargo, após a exoneração de Adão Cândido. “Pela minha relação e pela proximidade com ele, não me tive chance de fugir da luta. Chego com humildade, mas com vontade de trabalhar. Me identifico muito com a cidade e espero dar minha contribuição e fazer um trabalho em sintonia com os movimentos artísticos. Estarei pronto para colaborar no que for necessário", afirmou ao Correio.
 
Pernambucano de Serra Talhada, Bartolomeu acompanhou Ibaneis no decorrer da campanha e colaborou com o plano de governo. “Sei o que ele pensa para a cultura”, comentou. O jornalista quer aproveitar a fase de fim de ano para imergir no setor cultural e entender as necessidades e as prioridades da pasta. 
 

Exoneração 

O sociólogo Adão Cândido, então titular da pasta, foi exonerado do cargo nesta quinta-feira (19/12). A informação foi publicada no Diário Oficial do DF. 
 
Desde o início da gestão, Adão sofria com queixas, sobretudo, da classe artística. As críticas se intensificaram após suspensão de dois editais do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), lançados no ano passado: o FAC Áreas Culturais e o FAC Audiovisual. A intenção do então secretário era destinar os recursos para a reforma do Teatro Nacional - investida que foi proibida pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). O Conselho de Cultura do DF chegou, inclusive, a pedir a demissão do secretário. 

Durante a abertura do 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em novembro, o ex-secretário foi recebido com vaias e gritos de "Fora, Adão".  
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade