Publicidade

Correio Braziliense

Cerca de 30% dos alunos da UnB têm dificuldade de acesso à internet em casa

Em webinário, reitora da UnB tirou dúvidas sobre a possibilidade de retorno on-linedas aulas na universidade. Para resolver a questão de acesso à internet, Márcia Abrahão conta com programa do Ministério de Educação (MEC)


postado em 08/07/2020 21:18 / atualizado em 08/07/2020 21:19

Segundo Márcia Abrahão, 6% dos estudantes da universidade vão precisar de equipamento para acompanhar aulas remotas(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Segundo Márcia Abrahão, 6% dos estudantes da universidade vão precisar de equipamento para acompanhar aulas remotas (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
A reitora da Universidade de Brasília (UnB), Márcia Abrahão, respondeu a dúvidas sobre a retomada das aulas em webinário transmitido nesta quarta-feira (8/7). Além de Márcia, participaram do evento o decano de Ensino de Graduação (DEG), Sérgio de Freitas, a decana de Pós-Graduação (DPG), Adalene Moreira Silva e o coordenador de Ensino e Pesquisa do Diretório Central Estudantil (DCE), André de Sá. 

A reitora explicou que a data para volta das atividades será definida pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), que está se reunindo semanalmente para planejar a volta às aulas. “Assim que a data for definida vamos precisar de pelo menos um mês para realizar a inclusão digital dos estudantes e organizar a oferta de disciplinas”, informou Márcia. 

Segundo ela, as aulas somente voltam quando estiver garantido que todos os estudantes têm condições de acompanhá-las remotamente. “Nossa pesquisa social descobriu que cerca de 6% dos nossos estudantes vão precisar de equipamento para acompanhar as aulas a distância”, disse. 

“Já pedimos aos diretores das unidades acadêmicas que informem e disponibilizem computadores. Além disso, ligamos para a Receita Federal para ver se existem equipamentos para empréstimo, espero que o DCE e os centros acadêmicos nos ajudem numa grande campanha de doação. E se não conseguirmos atingir a quantidade que precisamos, vamos dar auxílio para os estudantes adquirirem equipamento”, confirmou a reitora. 

Márcia comentou ainda a falta de acesso à internet de alguns alunos. “A pesquisa mostrou que cerca de 30% dos nossos estudantes não têm internet ou não tem internet de boa qualidade”, disse. Para resolver esse problema, Márcia conta com o programa do Ministério de Educação (MEC) em parceria com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, que vai disponibilizar internet gratuita para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica
 
* Estagiário sob supervisão de Mariana Niederauer 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
Renapsi oferece 48 vagas de jovem aprendiz 18:03 - 02/08/2020 - Compartilhe

Renapsi oferece 48 vagas de jovem aprendiz

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade