Publicidade

Correio Braziliense

Equipes correm contra o tempo para resgatar jovens em caverna na Tailândia

Equipamentos de mergulho já foram levados para o caso de resgate com urgência. Socorristas temem novas inundações com retorno de chuvas previsto para amanhã


postado em 05/07/2018 07:49

Equipes prepararam aparelhos de mergulho para o caso de resgate urgente(foto: Ye Aung Thu/AFP)
Equipes prepararam aparelhos de mergulho para o caso de resgate urgente (foto: Ye Aung Thu/AFP)

Com a previsão de retorno das chuvas, o risco de aumento do nível da água dentro da caverna inundada na Tailândia faz as equipes de resgate correrem contra o tempo para iniciar o processo de resgate dos 12 meninos de uma equipe de futebol e o treinador. Socorristas e demais especialistas examinavam nesta quinta-feira (5/7) as opções já pensadas para o salvamento.

Segundo o governador da província de Chiang Rai e comandante da célula de crise, Narongsak Osotthakorn, a maior preocupação tem sido a meteorologia. "Estamos em uma corrida contra o tempo, agora estamos em uma corrida contra a água", declarou. Do lado de fora e nas imediações de parte da caverna, seguem sem parar os trabalhos de drenagem da água, para tentar reduzir o nível dentro da área que os jovens devem percorrer para sair.

Ver galeria . 18 Fotos Lillian Suwanrumpha/AFP
(foto: Lillian Suwanrumpha/AFP )


A medida é vista como primordial para que as crianças não tenham a necessidade de mergulhar ou que, em caso de urgência, elas mergulhem por pouco tempo, já que nenhum deles sabe nadar. Segundo Osotthakorn, 13 equipamentos de mergulho já foram preparados para poder fazer o resgate de maneira urgente. 

O governador lembrou, no entanto, que um mergulhador experiente precisa de cerca de 11 horas para ir e voltar do local onde estão as crianças. São aproximadamente seis horas na ida e cinco horas na volta, aproveitando a corrente. O trajeto de retorno tem ainda várias áreas estreitas e alguns trechos precisam ser feitos debaixo d'água. Para isso, desde o primeiro dia do encontro com os jovens, os socorristas já iniciaram os treinamentos para que eles aprendam a mergulhar.

A Tailândia entra na temporada de monções e a previsão indica que voltará a chover a partir de sexta-feira (6/7). Na iminência de mais inundações dentro da caverna, os socorristas podem se ver obrigados a iniciar a retirada de todos do local. A equipe  calcula o tempo restante, em horas e em dias, no caso da volta das precipitações até que o local volte a ser inundado. 

Familiares entre preces e agonia
Do lado de fora, dezenas de familiares seguem inquietos e preocupados com as notícias. A agonia foi amenizada após a divulgação de imagens dos garotos, feitas pelos socorristas. Os parentes dos meninos citaram até uma possível festa de aniversário para um dos jovens, que completou 16 anos no dia 23.

Hoje, as autoridades não divulgaram vídeos dos meninos. No dia em que foram encontrados por mergulhadores britânicos, foi possível ver os garotos magros, com frio e amontoados sobre uma rocha. O vídeo, divulgado no perfil da Marinha Tailandesa no Facebook comoveu o mundo e viralizou nas redes sociais.

A situação dos jovens desde então melhorou. Agora, equipes de emergência estabeleceram um rodízio para ficar com o grupo. Todos estão recebendo alimentação e aulas de mergulho. No entanto, foram fracassadas as tentativas para instalar uma linha telefônica que permitisse contato dos meninos com os pais. Uma nova tentativa será feita nesta quinta-feira (5/7).

O governador Narongsak Osotthakorn reafirma que a prioridade é o bombeamento da água. Ele também afirmou a jornais que continua sendo examinada a possibilidade de se cavar um túnel vertical para tentar retirar os jovens por cima da caverna. "Estudamos cada metro quadrado para ver se um dos poços leva à caverna", disse.

Entenda o caso
O resgate dos jovens jogadores, com idade entre 11 e 16 anos, e o treinador, de 25, mobilizou o país e comove o mundo. Após o treino, eles se aventuraram na noite de 23 de junho, por um motivo que ainda não está claro, entrar na caverna de Tham Luang, situada em uma zona de densa floresta tropical na fronteira com Mianmar e Lagos. As chuvas torrenciais fizeram com que o nível de água dentro da caverna se elevasse o que bloqueou o caminho de volta. 

A localização dos meninos provocou grande alegria na Tailândia, após vários dias difíceis de chuvas. O caso, acompanhado ao vivo por toda a Tailândia, é considerado um milagre pela destreza do grupo em conseguir se manter vivo por tantos dias em condições tão complicadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade