Publicidade

Correio Braziliense

Crise à parte na Amazônia, governo anuncia resultados e agenda positiva

Entre as ações celebradas, o presidente Jair Bolsonaro destacou a criação do 13º benefício do Bolsa Família e dados do Caged


postado em 23/08/2019 14:37

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 
Em meio à crise do enfrentamento às queimadas na região Amazônica, o governo usa as redes sociais e a máquina pública para divulgar uma agenda positiva. Na tarde desta sexta-feira (23/8), o presidente Jair Bolsonaro publicou no Twitter o mais recente resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o indicador oficial sobre emprego formal do governo. Em julho, o saldo de admissões e demissões ficou positivo em 43.820

Ou seja, é possível afirmar que, no mês passado, a economia criou quase 44 mil postos de trabalho. “É o quarto mês consecutivo com saldo positivo na geração de empregos. Até agora, (são) 461 mil novos empregos em 2019”, declarou Bolsonaro. Mais cedo, na mesma rede social, Bolsonaro publicou um quadro com 15 realizações do governo em julho. 
 
 

Entre as ações celebradas, Bolsonaro destacou a criação do 13º benefício do Bolsa Família. “Um adicional de R$ 2,6 bilhões para os mais necessitados, oriundos do combate às fraudes no programa, que já vale para este ano de 2019”, informou o quadro gráfico. Comunicou, ainda, que, nos primeiros quatro meses de gestão, os homicídios caíram 21,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. 
 
 

Enxugamento e inovação

Em outra publicação, celebrou que, após a publicação da portaria 179/2019, “economizando R$ 18 milhões com o rompimento de assinaturas de jornais e revistas”, o Ministério da Economia realizou novo corte de gastos. “Que pode chegar a R$ 366 milhões. Desta vez, indo de máquinas de café a transporte”, informou outra arte gráfica. “Continuamos enxugando gastos com dinheiro público”, celebrou Bolsonaro.
 
 

Mais cedo, o Ministério da Educação convocou a imprensa para uma coletiva na Sala de Atos. O ministro da pasta, Abraham Weintraub, vai divulgar a liberação de recursos para o Programa Inovação Educação Conectada e “outras novidades para promover a conectividade nas escolas públicas do país. “O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, astronauta Marcos Pontes, também participa do evento”, diz o aviso. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade