Publicidade

Correio Braziliense

Carlos Bolsonaro posta fake news dele mesmo e vídeo do Incrível Hulk

A série de postagens, feita no Twitter, tem relação com a operação da PF que mirou apoiadores do presidente Jair Bolsonaro suspeitos de disseminar fake news


postado em 29/05/2020 20:54 / atualizado em 29/05/2020 21:24

Carlos Bolsonaro postou no Twitter uma foto falsa com ele que vem circulando em grupos de WhatsApp(foto: Twitter/Reprodução)
Carlos Bolsonaro postou no Twitter uma foto falsa com ele que vem circulando em grupos de WhatsApp (foto: Twitter/Reprodução)
O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) fez, nesta sexta-feira (29/5), uma série de postagens no Twitter relacionadas à operação da Polícia Federal que mirou apoiadores do presidente Jair Bolsonaro suspeitos de disseminar fake news e ameaças ao Supremo Tribunal Federal. A operação foi determinada pelo ministro do Supremo Alexandre de Moares na quarta-feira (27/5).

Na primeira mensagem, Carlos compartilhou um vídeo que mostra Moraes se opondo à censura e defendendo a liberdade de expressão. O vídeo diz respeito a um processo no qual o STF derrubou artigos da lei eleitoral que proibiam sátiras humorísticas feitas para ridicularizar políticos. Os trechos da lei foram considerados inconstitucionais pela Corte por representar uma forma de censura. 

"Quem não quer ser criticado, que não quer ser satirizado, fica em casa. Não seja candidato, não se ofereça ao público, não se ofereça pra exercer cargos políticos. Essa é uma regra que existe desde que o mundo é mundo. É querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é totalmente inconstitucional", disse Moraes, no julgamento.

 

Uma hora depois, em nova postagem, Carlos abordou o processo que pede a cassação da chapa de Bolsonaro e Mourão devido ao uso de fake news durante a campanha. Carlos faz uma ligação entre a operação da PF e uma possível intenção de se cassar a chapa.

"Nunca tiveram provas. Apenas narrativas. Revelações literalmente inventadas por 2 parlamentares e agora apoiadas por biografados. Forçam busca e apreensão ilegais para criarem os fatos e ganharem fôlego. Levam ao TSE. Então cassam a chapa. Será?", escreveu. Depois, emendou: "Eu não sei o que estão fazendo. Não chego perto do meu pai há um bom tempo. Apenas exibi minha liberdade de falar enquanto posso!".



Os posts seguintes são uma foto e um vídeo. A foto é uma montagem que mostra o próprio vereador diante de uma série de celulares (veja no alto desta matéria). A imagem é falsa e circula há alguns dias em grupos de WhatsApp. Carlos parece querer mostrar que também é vítima de fake news.

Já o quarto tuíte é uma vídeo que mostra o Incrível Hulk lutando contra e vencendo um urso. Carlos não explicou o que o vídeo representa no atual contexto.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade