Politica

Bolsonaro diz que educação brasileira "não está dando certo"

Presidente voltou a criticar o educador Paulo Freire e diz estar tendo dificuldade para conseguir um nome para a pasta

Sarah Teófilo
postado em 07/07/2020 14:44
 (foto: Divulgação/Governo Federal)
(foto: Divulgação/Governo Federal)
Jair BolsonaroEm meio ao processo de escolha do novo ministro da Educação, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (7/7) que a Educação brasileira não está dando certo. Bolsonaro afirmou que enfrenta dificuldade para encontrar um chefe para a pasta, porque as pessoas rejeitam o convite ao ver a situação do ministério.

"Muitas pessoas querem ser ministros para colaborar com o futuro do Brasil, mas quando vê o tamanho do problema, a gente em comum acordo diz que fica difícil trabalhar dessa maneira. Ninguém quer chegar lá dando murro em ponta de faca, mas a realidade que nós devemos ter em nossas cabeças sobre a questão da educação é que não está dando certo", disse.

O presidente voltou a criticar o educador Paulo Freire, que já foi declarado o patrono da educação brasileira, mas virou alvo do chefe do Executivo e seus apoiadores. Bolsonaro disse que na prova do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), realizado em 79 países, o Brasil está em "último ou penúltimo" lugar no ranking no quesito ciência, interpretação de texto e matemática.

"Sinal de que a política do Paulo Freire não deu certo, é uma realidade. Se tivesse dado certo, continuaria com ela. Mas tem muita coisa a ser mudada, ainda existe um certo aparelhamento (na pasta)", disse. Dados do ano passado referentes ao exame de 2018 mostram que o Brasil ficou em 66; posição em ciência, 70; em matemática e 57; em leitura.

Bolsonaro também afirmou na última quinta-feira (2) que a área da Educação está "horrível" e que poderia escolher um novo ministro naquela data.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação