Publicidade

Correio Braziliense

Saiba como fazer uma faxina tendo pets

Especialistas orientam os tutores a limparem de forma certa os espaços frequentados pelos animais, seja dentro de casa, seja na área externa


postado em 27/02/2020 11:31 / atualizado em 27/02/2020 11:32

Mariah Palhares de Ulhôa usa produtos específicos para pets na hora de limpar a casa onde vive com os cinco cãezinhos(foto: Arquivo Pessoal )
Mariah Palhares de Ulhôa usa produtos específicos para pets na hora de limpar a casa onde vive com os cinco cãezinhos (foto: Arquivo Pessoal )
 
É inevitável. Para quem tem animal de estimação em casa, a hora de fazer faxina sempre vem rodeada de dúvidas sobre que materiais de limpeza usar. O temor tem uma razão de ser. “Produtos que tenham substâncias como hipoclorito de sódio, hidróxido de sódio e potássio, ácidos bóricos e sulfúrico podem, sim, fazer mal ao bicho!”, alerta a médica veterinária Nathalia Brisolla Attini.

Segundo ela, se, por acidente, o gato ou o cão ingerir um desses líquidos pode apresentar sinais de intoxicação, como alergias, vômito, diarreia, falta de apetite, alterações neurológicas e até ir a óbito. “Leve-o o mais rápido possível para a emergência junto com o produto, para facilitar o diagnóstico e o tratamento”, orienta Nathalia, que trabalha no Serviço de Cirurgia e Anestesia Veterinária e Atendimento veterinário domiciliar (Scavet).

Alguns limpadores podem machucar o olfato dos bichinhos. “Eles têm um faro muito mais apurado que o nosso, então, são muito mais suscetíveis a desconfortos. Para evitar machucar ou tirar o olfato, leia sempre o que está descrito nos rótulos”, ensina Cleber Santos, especialista em comportamento animal e proprietário da ComportPet. De acordo com ele, a melhor forma de limpar onde os pets ficam é com álcool, detergente, sabão neutro ou desinfetantes próprios para eles.

A veterinária Bruna Rodrigues de Carvalho recomenda também a higienização com itens específicos. “Compre em pet shops, porque são lugares mais adequados. Inclusive, geralmente, os que contêm amônia quaternária ajudam no controle de doenças.” Mas é importante lembrar que, mesmo sendo produtos para pets, é necessário ter atenção ao manuseá-los.

“Antes de deixar o animal ter acesso ao local, deve-se esperar secar o chão”, diz. E detalha: “Primeiramente, tire o excesso de urina e fezes. Depois, lave com água e passe um produto veterinário, que, normalmente, precisa ser diluídos num balde com água, pois são muito concentrados”.

Mariah Palhares de Ulhôa, 35 anos, dona de cinco cães — a maltês Luna; a shih tzu, Maria Flor; os blue heelers Yank e Kong; e a lulu da Pomerânia Gucci —, utiliza produtos veterinários para limpar a casa. “Eu uso para a faxina um desinfetante, bactericida e fungicida, e também o indico na minha loja, pois ajuda manter a higienização e o cheiro é ótimo”, conta a dona da Candy PetShop, loja de higiene e embelezamento de animais domésticos.

Segundo a empresária, com animais e crianças em casa é necessário um cuidado maior. “Algumas substâncias encontradas nos supermercados têm potencial de serem tóxicas, pois podem dar reação na pele deles, como alergias e coceiras.”

Todo cuidado é pouco


Cleber Santos alerta que certas substâncias, como cloro e ácidos, podem causar alergia e feridas. “A melhor forma de evitar problemas é olhar o rótulo. Se ingerir esses produtos, o bicho pode até morrer.”

O especialista em comportamento animal alerta ainda que o espaço deve ser limpo constantemente, principalmente, quando tiver dejetos no chão. “Primeiramente, recolha as fezes, jogue no vaso sanitário. Depois, passe um pano somente com água para tirar a sujeira. Por último, passe o pano com o produto desinfetante. Lembre-se, para evitar doenças, não tenha contato direto! Para isso, devem usar luvas.”

É necessário limitar o espaço da casa onde o pet pode fazer as necessidades e usar um atrativo para ajudar. A alimentação também não pode ser dada no mesmo espaço que o pet fará xixi e cocô. “Ele precisa entender que lá é um local somente para isso”, ensina Cleber.

Limpeza bem-feita


A limpeza da casa com pets deve ser olhada com mais cuidado. Isso porque além de pelos, xixis e cocôs, eles podem trazer para casa também pulgas ou outros parasitas. Confira as dicas a seguir:
 
Dentro de casa
  • A maior arma contra pó e pelos é o aspirador de pó. Além de carpetes e tapetes, é ótimo para limpar estofados, almofadas, cortinas e os cantinhos de tetos e rodapés. Não  se esqueça das áreas escuras e quentes, pois são as preferidas das pulgas.
  • Complete a higienização com um desinfetante específico, que pode ser comprado em pet shops ou/e supermercados. Além de eliminar o mau cheiro de urina e fezes, esses produtos não provocam alergias ou intoxicações nos animais.
  • Se o xixi já está feito, principalmente no tapete ou carpete, experimente tirar o excesso com um pano, borrifar um pouco de vinagre branco e, em seguida, polvilhar amido de milho. Deixe por quatro horas e passe o aspirador.
  • Uma ideia para facilitar a limpeza de sofás e poltronas é cobri-los com uma manta de algodão ou outro tecido grosso. Semanalmente, passe o aspirador para retirar os pelos.
  • Se você notou a presença de pulgas no bichinho ou na casa, aplique inseticida no saco do aspirador de pó. Isso vai evitar que ovos aspirados deem continuidade ao ciclo.

Área externa
  • Para evitar contaminações e desodorizar o ambiente sem agredir os animais, quintal e/ou canil podem ser lavados com uma solução de 1/3 de vinagre misturado a 2/3 de água morna.
  • Se o pet costuma ser passageiro do seu carro, não se esqueça de passar o aspirador de pó. A dica vale também para a caixa de transporte.

Não use!
  • Alvejantes e água sanitária: são constituídos por uma substância chamada de hipoclorito de sódio. Em concentrações mais altas, podem provocar lesões de pele/mucosas e problemas respiratórios.
  • Desinfetantes: no uso indevido, por contato ou ingestão, podem provocar irritação de pele e mucosas e até corrosão das mesmas. Alguns deles contêm formol e liberam gases que podem acarretar alterações respiratórias.

Fonte: JactoClean e Vansil, empresas de serviços de limpeza e higienização
 
 
* Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade