TECNOLOGIA

Procon notifica Apple por venda de iPhones sem carregador

De acordo com o órgão, a notificação se dá para verificar se não há a tentativa de venda casada de produtos. Ao Correio, Procon-SP informou que a empresa já pediu extensão do prazo, que era de 72 horas contados a partir da última terça-feira (27/10)

Ana Luísa Santos*
postado em 29/10/2020 18:26
 (crédito: Reprodução/Apple)
(crédito: Reprodução/Apple)

O Procon de São Paulo notificou a Apple por conta da venda de iPhones sem carregadores. A notificação foi feita na última terça-feira (27/10), e de acordo com o órgão, se dá para que a empresa se pronuncie em relação ao fato, e para verificar se não há a tentativa de venda casada de produtos.

No início deste mês, a gigante da tecnologia lançou o iPhone 12 e anunciou que deixaria de incluir na venda dos celulares os adaptadores de tomada e fones de ouvido, vindo somente o cabo USB junto ao aparelho. A justificativa da empresa é que essas medidas fazem parte de seus objetivos ambientais

Sendo assim, os consumidores têm que comprar os itens separadamente. Na loja oficial da empresa, o carregador para o novo iPhone custa R$ 219. 

O Procon-SP pediu para que a Apple explique quais razões fundamentam a decisão comercial da empresa; qual será o custo dos dispositivos ofertados em separado; o que será disponibilizado para aquisição do consumidor para que seja efetuada a recarga e qual o tempo de previsão de carregamento do aparelho com o novo dispositivo; se o consumidor tem alternativa para utilização de outros dispositivos com a mesma função; e como se dá o atendimento em garantia, já que os itens serão comprados em períodos distintos.

O órgão havia dado o prazo inicial de 72 horas para resposta, contados a partir da notificação, na última terça-feira (27/10). No entanto, o Procon-SP informou ao Correio que a Apple solicitou extensão do prazo até 9 de novembro.

*Estagiária sob supervisão de Fernando Jordão

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação