AMAZONAS

Manaus: empresário é preso por esconder oxigênio para vender mais caro

Cidade amazonense enfrenta um colapso na saúde por falta de oxigênio, que é essencial para pacientes graves com a covid-19

Philipe Santos
postado em 15/01/2021 09:54
Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio  -  (crédito: Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM)
Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio - (crédito: Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM)

Um empresário de 38 anos foi preso em Manaus por, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), reter cilindros de oxigênio para especulação — quando se guarda um produto apostando na sua valorização em uma venda futura. A cidade amazonense enfrenta um colapso na saúde por falta de oxigênio, que é essencial para pacientes graves com a covid-19.

De acordo com o secretário de Segurança, Coronel Louismar Bonates, os cilindros estavam em um caminhão, que foi encontrado após uma denúncia anônima. O veículo estava distante da empresa. No veículo, foram encontrados 33 cilindros, sendo que 26 possuíam oxigênio.

  • Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio
    Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM
  • Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio
    Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM
  • Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio
    Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM
  • Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio
    Forças de segurança apreendem caminhão com 33 cilindros de oxigênio Carlos Soares / SSP-AM e Erlon Rodrigues e Alailson Santos / PC-AM

Na delegacia, o empresário alegou que tirou os cilindros da própria empresa por ficar com medo de que a população invadisse o local em busca do material e, por isso, decidiu tirá-lo do local, de acordo com o delegado Bruno Fraga.

“Ele informou também que os cilindros haviam sido envasados na quarta-feira (13/01). Os materiais apreendidos foram encaminhados na noite desta quinta-feira para unidades hospitalares de Manaus”, complementou o delegado. Os cilindros foram escoltados até os hospitais pela Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE