EUA

Criança brasileira está entre desaparecidos do desabamento em Miami

Ao menos 159 pessoas seguem desaparecidas depois que um prédio residencial de 12 andares desabou na Flórida

Thays Martins
postado em 25/06/2021 15:01 / atualizado em 25/06/2021 22:48
 (crédito: Redes Sociais/ reprodução )
(crédito: Redes Sociais/ reprodução )

Uma criança brasileira, de 5 anos, está entre os desaparecidos no desabamento de um prédio residencial de 12 andares, em Miami, na Flórida, Estados Unidos. O prédio desabou nesta quinta-feira (24/6) e outras 158 pessoas ainda estão desaparecidas. 

Segundo a mãe de Lorenzo, Raquel Oliveira, ela estava fora da cidade na hora do desastre e o filho e o marido, o italiano Alfredo Leone, dormiam quando o prédio veio abaixo. Em um relato no Facebook, Raquel disse que entregou uma amostra do DNA da criança para ajudar as autoridades nas buscas.

"Ainda não tenho nenhuma notícia dos dois. Eu viajei ontem para visitar minha família no Colorado e fui acordada com a notícia. Nesse momento não há nada que possamos fazer além de esperar", disse. 

O Itamaraty informou, por meio de nota, que ainda não foi confirmado a presença de nenhum brasileiro entre as vítimas. Mas que o Consulado-Geral em Miami está em contato com a brasileira e que prestará todo o apoio cabível. Leia a nota: "O Consulado-Geral do Brasil em Miami está acompanhando o caso junto às autoridades locais e em coordenação com autoridades consulares de outros países para confirmar a eventual existência de vítimas brasileiras. Até o momento, as autoridades locais têm optado por não divulgar dados pessoais (nome e nacionalidade) de vítimas e desaparecidos. O Consulado-Geral em Miami está em contato com a família de possível vítima e a ela prestará todo apoio cabível. Como os trabalhos de salvamento ainda estão em andamento, é provável que confirmação oficial do número de vítimas fatais e suas nacionalidades seja divulgada nos próximos dias".

Outros brasileiros

Uma família de brasileiros que morava no prédio conseguiu escapar ilesos depois que pularam da sacada do segundo andar para a piscina. O relato foi feito à GloboNews. "Saíram correndo com a roupa do corpo. Eles moram no 5° andar. Quando chegou no 2º andar, tinha um apartamento com a porta aberta. Aí eles entraram e a varanda dava para a piscina. Então eles pularam", disse Célia Rocha sobre o que passou a filha, o genro e os dois netos.

O pai da apresentadora do Jornal da Band Joana Treptow, Bruno Treptow, também era um dos moradores do prédio e também conseguiu sair ileso. "Graças a Deus a minha família foi resgatada. O meu pai, a esposa dele e a cachorra estão bem. Um milagre. O prédio onde ele mora há quase 20 anos, desabou. Por 5 metros o apartamento dele também não foi abaixo. Que os bombeiros encontrem sobreviventes dessa tragédia. Que tristeza, meu Deus". contou.

Até o momento, as autoridades norte-americanas confirmaram quatro mortes no desabamento. A polícia não sabe exatamente quantas pessoas estavam no prédio no momento do colapso. Mas ao menos 55 apartamentos foram atingidos. O presidente Joe Biden declarou emergência e ordenou o envio de ajuda federal para os trabalhos de busca. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE