COVID-19

Queiroga confirma dois casos da variante "deltacron" no Brasil

Ministro da Saúde indicou que variante, que é conhecida como uma junção da delta com a ômicron, requer monitoramento

Maria Eduarda Cardim
postado em 15/03/2022 12:35 / atualizado em 15/03/2022 12:49
 (crédito: Walterson Rosa/MS )
(crédito: Walterson Rosa/MS )

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, nesta terça-feira (15/3), que o Brasil já tem dois casos da variante deltacron do novo coronavírus, sendo um no Amapá e outro no Pará. A variante, que é conhecida como uma junção das variantes já conhecidas delta e ômicron, não havia sido confirmada no país até o momento. 

"Nosso serviço de vigilância genômica já identificou dois casos (da deltacron) no Brasil. Um no Amapá, outro no Pará. E nós monitoramos todos esses casos, isso é fruto do fortalecimento da capacidade de vigilância genômica no Brasil", informou Queiroga aos jornalistas na entrada do ministério. 

Apesar de indicar que a variante querer o monitoramento da pasta, o ministro disse que "as autoridades sanitárias estão aqui para, diante dessas situações, tranquilizar a população brasileira".

"As medidas são as mesmas e, se eu tivesse que indicar uma medida, é a aplicação da dose de reforço. Aplicar a dose de reforço é importante”, ressaltou o ministro. 

Na segunda-feira (14/3), o Ministério da Saúde informou que um levantamento realizado pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19 (Secovid) apontou que apenas 37,81% do público acima de 18 anos, ou seja, 60,5 milhões de brasileiros, tomou a dose de reforço do imunizante contra a covid-19.

O reforço da vacina só é recomendado para o público adulto e é considerado fundamental para prevenir infecções, hospitalizações e óbitos pela doença. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE