Paraná

Após denúncia, velório de influencer é interrompido pelo IML

Após receber uma denúncia sobre a causa da morte de Ellen Jacqueline, o Instituto teve que buscar o corpo durante o velório

Correio Braziliense
postado em 30/03/2022 20:16
Segundo o IML, eles precisaram fazer o recolhimento do corpo após serem acionados pela Polícia Civil do estad -  (crédito: Reprodução/Instagram)
Segundo o IML, eles precisaram fazer o recolhimento do corpo após serem acionados pela Polícia Civil do estad - (crédito: Reprodução/Instagram)

Durante o velório do corpo da influenciadora digital, Ellen Jacqueline na terça-feira (29/3), o Instituto Médico-Legal precisou interromper a cerimônia após ter recebido uma denúncia anônima que indicava que a morte da mulher não teria sido natural.

Segundo o IML, eles precisaram fazer o recolhimento do corpo após serem acionados pela Polícia Civil do estado.

Ao g1, o delegado Hernandes Alves explicou porque o corpo precisou ser levado ao Instituto. "Quando surge uma dúvida dessa natureza, os investigadores têm que apurar, motivo pelo qual foi requisitado o exame de necropsia. O corpo foi encaminhado ao IML, com todo trâmite, com todo respeito no velório, a família também colaborou".

Segundo o IML, na pericia não foi encontrado vestígios de morte violenta e por isso a causa da morte não pode ser determinada imediatamente. A coleta do material foi encaminhada para a realização do laudo.

Ellen foi encontrada morta em um hotel em Londrina, Paraná, na segunda-feira (28) e a polícia não identificou se havia outra pessoa com ela no local. Nas redes sociais, Ellen coletava mais de 46 mil seguidores. Ela tinha 39 anos e deixou dois filhos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE