SAÚDE SUPLEMENTAR

ANS suspende a venda de 70 planos de saúde de oito operadoras

Segundo a agência, 1,45 milhão de beneficiários ficam protegidos com a medida, já que planos só poderão ser comercializados a novos clientes se operadoras apresentarem melhora no monitoramento

Agência Estado
postado em 27/06/2022 21:15 / atualizado em 27/06/2022 21:15

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu suspender temporariamente a venda de 70 planos de saúde de oito operadoras diante das reclamações registradas no 1º trimestre de 2022. A proibição vale a partir de 30 de junho.

Segundo a agência, 1,45 milhão de beneficiários desses planos ficam protegidos com a medida, já que eles só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento.

Para decidir pela suspensão, o órgão regulador levou em consideração mais de 37 mil reclamações que foram registradas desde 1º de janeiro deste ano até 31 de março.

Entre as operadoras com planos suspensos estão a Amil, Santo André, Esmale, Saúde Brasil, Biovida, Unimed Norte/Nordeste e Unimed-Rio.

CONTINUE LENDO SOBRE