Investigação

Mãe e padrasto são investigados por tortura de criança de 4 anos

Casal está preso e, segundo a denúncia contra eles, a criança teria sido agredida com um fio elétrico; além disso, pimenta foi jogada no pênis do garoto

Vinícius Lemos - Especial para o EM
postado em 27/06/2022 21:08 / atualizado em 27/06/2022 21:09
 (crédito: Divulgação/PCMG)
(crédito: Divulgação/PCMG)

A mãe e o padrasto de um menino de 4 anos são investigados pela Polícia Civil por tortura e lesão corporal, em Araguari, no Triângulo Mineiro. O casal está preso e, segundo a denúncia contra eles, a criança teria sido agredida com um fio elétrico, além de pimenta ter sido jogada no pênis do garoto.

A investigação foi iniciada após denúncia feita ao Conselho Tutelar no dia 21 deste mês. Havia quatro dias que a vítima não ia à escola, o que preocupou a coordenação da instituição.

A partir daí, o menino foi localizado e houve um atendimento médico, que registrou lesões na cabeça, rosto, barriga, costas e pernas. Ele contou que era agredido com fios. O próprio menino relatou que o uso de pimenta na genitália era uma forma de punição aplicada a ele.


Segundo a apuração inicial, o padrasto seria responsável pelas agressões e a mãe se omitia quanto à proteção do filho. Com isso, mandados de prisão foram solicitados pela Delegacia Especializada em Orientação e Proteção à Família.

Tanto o homem quanto a mulher têm 19 anos. Ele está preso em Araguari e a mãe foi encaminhada para a Penitenciária de Uberlândia.

Foram pedidos exames periciais e a criança foi entregue a avós enquanto o inquérito segue em aberto. A vítima tem um irmão de 2 anos, que também está sob cuidados dos familiares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE