Agressão

Criança chama polícia após o padrasto agredir a mãe dela em Minas

Surto de ciúmes teria provocado descontrole do suspeito

Redação AQUI MG
postado em 05/07/2022 16:18 / atualizado em 05/07/2022 16:23
Criança chama polícia após mãe ser agredida pelo padrasto dela em Conceição das Alagoas -  (crédito: Divulgação / PMMG)
Criança chama polícia após mãe ser agredida pelo padrasto dela em Conceição das Alagoas - (crédito: Divulgação / PMMG)

Um homem, de 41 anos, é suspeito de agredir a companheira, de 27, em Conceição das Alagoas, no Triângulo Mineiro, nessa segunda-feira (4). A própria filha da vítima, uma menina de 10 anos, foi quem acionou a Polícia Militar (PM).

Conforme informações do boletim de ocorrência, o casal teria discutido devido a um ex da mulher. Enciumado, o homem teria passado o dia ingerindo bebida alcoólica. A mulher alega que, conhecendo o histórico de descontrole dele, preferiu manter distância e foi para a casa da vizinha.

Segundo a vítima, por volta das 20h dessa segunda, o homem foi à casa da vizinha onde ela estava e exigiu que ela arrumasse as coisas e deixasse o imóvel onde eles moram.

Quando chegou à residência, a mulher alega ter encontrado suas roupas espalhadas pelo chão. Segundo relato dela, o homem seguiu pedindo para que ela deixasse a casa e passou a agredi-la com empurrões.

A mulher caiu ao chão e pegou uma garrafa para se defender. Ainda assim, o homem teria continuado os ataques. O suspeito teria pegado o pescoço dela e tentado esganá-la. Foi quando a filha da vítima, a menina de 10 anos, amedrontada, ligou para a polícia.

O filho do suspeito, que também estava no local, conseguiu impedir o pai de seguir com as agressões. O homem, no entanto, seguiu ameaçando a mulher de morte.

Quando chegaram ao local, os policiais encontraram a vítima trancada no banheiro, chorando. O homem estava com hálito etílico. Ambos foram encaminhados para a delegacia para prestarem depoimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE