Perda para o cenário gastronômico

Tradicional restaurante de Belo Horizonte fecha as portas depois de 35 anos

O Xanadu Delícias do Mar, na Região Centro-Sul, contava com clientes fiéis e funcionários com anos de casa

No Xanadu, os pratos eram pintados à mão -  (crédito: Acervo pessoal Flávio de Castro)
No Xanadu, os pratos eram pintados à mão - (crédito: Acervo pessoal Flávio de Castro)
postado em 10/02/2024 09:30

Fundado em 1988, o Xanadu Delícias do Mar se consagrou como tradicional restaurante da capital mineira. As especialidades da casa, que há aproximadamente 13 anos estava localizada no Bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul de BH, eram peixes e frutos do mar. “Não é só um restaurante, é um tempo indo junto”, diz Flavio de Castro, cliente assíduo do Xanadu. A razão do fechamento não foi divulgada.

Nos 35 anos de história, o restaurante já esteve nos bairros de Santa Tereza, onde foi fundado, na Savassi e no Santo Agostinho. A longa trajetória do Xanadu foi acompanhada por diversos funcionários. João de Deus foi garçom no restaurante por 25 anos e conta que, ao chegar para trabalhar nessa quarta-feira (7), foi surpreendido pelo dono, Nadu, informando que não abriria mais o estabelecimento. “Foi uma coisa que ninguém esperava”, diz João, que adiciona que seus colegas de trabalho também trabalhavam lá há anos.

“Em uma época em que tudo é tão efêmero, você ter pertencimento a um restaurante é uma forma de resistência”, diz Flavio de Castro. Para ele, o Xanadu desafiava os modismos da culinária atual com os pratos de sempre, a decoração com elementos do passado e até mesmo louça pintada a mão. “Tinha o charme da decadência”, descreveu Flavio.

O cliente se emocionou ao falar do fechamento e disse que o Xanadu era uma extensão da sua casa.

Paella, moquecas variadas e bobó de camarão eram alguns dos pratos servidos pelo tradicional restaurante de BH.

*Laura Scardua, estagiária sob supervisão do subeditor Gabriel Felice

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br