Naja e víbora-verde-voguel passarão a noite no Aeroporto de Brasília

Uma transportadora particular buscou serpentes no Zoológico de Brasília para levá-las ao aeroporto, onde embarcarão em voo às 6h40 de quarta-feira (12/8)

Jaqueline Fonseca
postado em 11/08/2020 18:50 / atualizado em 12/08/2020 10:04
 (foto: IVAN MATTOS/ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA)
(foto: IVAN MATTOS/ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA)

A naja-de-monóculo que picou estudante no DF e a víbora-verde-de-voguel, cobra sem antiofídico no Brasil, serão levadas para o Butantan, em São Paulo, por uma transportadora particular. Além delas, cinco corn snakes que estavam na Fundação Zoológico de Brasília terão o mesmo destino.

Os animais passarão a noite no Aeroporto de Brasília e devem embarcar em um voo da Gol, às 6h40. No desembarque, as cobras serão recolhidas por outro funcionário da transportadora. Depois disso, elas serão levadas ao Instituto Butantan, que as receberá.

O motorista do carro que levou os animais até o aeroporto contou que nunca realizou transporte de carga tão perigosa. Welliton Ribeiro disse que tudo “é novidade” e relatou estar um com um pouco de medo. Ele explicou que, às 23h, será feito o embarque dos animais e, desse horário até o desembarque, a carga será responsabilidade da companhia aérea.

O biólogo Carlos Eduardo, diretor de répteis do Zoológico de Brasília, deu instruções e garantiu a segurança das caixas. “É uma caixa de trava dupla, a gente a tranca e ela é parafusada para evitar a abertura da trava.” As caixas também têm pequenos buracos para entrada de ar e jornais que servirão como substrato para amortecer o impacto, caso as serpentes balancem lá dentro.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação