Regularização de Arniqueira

Raio X socioambiental de Arniqueira vai orientar desenvolvimento

A ação visa definir ações de sustentabilidade para cumprir protocolos estabelecidos pelos órgãos ambientais

Correio Braziliense
postado em 28/08/2020 16:01 / atualizado em 28/08/2020 16:01
Arniqueira possui mais de 46 mil moradores, e uma área de 1,3 mil hectares -  (foto: Agência Brasília/Arquivo)
Arniqueira possui mais de 46 mil moradores, e uma área de 1,3 mil hectares - (foto: Agência Brasília/Arquivo)

Após crescer desordenadamente, se transformar em núcleo ambiental no início dos anos 2000 e, atualmente, se transformar em uma região administrativa, Arniqueira finalmente poderá se desenvolver da forma que merece. Para isso, a administração regional, com orientação de uma empresa especializada, irá elaborar um diagnóstico socioambiental da cidade. O intuito é definir ações de sustentabilidade pelo olhar de quem mora lá e trabalha para cumprir protocolos estabelecidos pelos órgãos ambientais.

Com mais de 46 mil moradores e uma área de 1,3 mil hectares, Arniqueira terá o diagnóstico socioambiental realizado pela GeoLógica Consultoria Ambiental, empresa que venceu o processo licitatório para desenvolver estudos, projetos, programas e planos para atendimento a licença ambiental – entre esses, a elaboração do Programa de Educação Ambiental (PEA).

Ela vai apresentar para a população os impactos ambientais decorrentes da ocupação irregular e sem planejamento, bem como registrar as ameaças e oportunidades de melhoria para o desenvolvimento da região. A execução do Programa de Educação Ambiental de Arniqueira é importante tanto para o processo de Regularização Fundiária da nossa região quanto para a preservação do meio ambiente”, destaca Telma Rufino, administradora regional de Arniqueira.

Entre as principais reclamações na região estão os processos erosivos e o descarte irregular de resíduos, pontos que têm sido trabalhados pela administração regional e pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Para que esses problemas sejam minimizados e controlados, serão promovidos encontros virtuais e será desenvolvido um PEA para Arniqueira.

“Todo processo de licenciamento ambiental exige, pela legislação, a implantação de um programa de educação. E o diagnóstico é essencial para esse estudo que fará parte do processo de regularização da Arniqueira”, explica Amanda Almeida, bióloga da equipe técnica da GeoLógica.

Educação Ambiental

O Programa de Educação Ambiental prevê a coleta de dados com a população, aplicação de questionários e um estudo de realidade e desejo para a região. Já as oficinas virtuais poderão contar com participação da comunidade e ocorrerão pelo aplicativo Zoom ao longo do mês de setembro.

Até o momento, três oficinas estão programadas, sendo elas: Áreas de Preservação Permanente (APP) e Resíduos Sólidos; Riscos Ambientais e Percepção dos participantes; Mapeamento Técnico, com apresentação dos resultados dos trabalhos realizados. Elas ocorrerão por meio de plataforma virtual e serão gravadas. Para se inscrever, acesse o formulário de inscrição.

Para obter mais informações, ligue nos números (61) 3356-4550 ou 3327-1777.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação