Homicídio

Professor assassinado a tiros em casa será sepultado nesta sexta

O velório começará às 10h, no Cemitério Parque Memorial, no Novo Gama (GO)

Darcianne Diogo
postado em 17/09/2020 21:59 / atualizado em 17/09/2020 21:59
 (crédito: Redes sociais)
(crédito: Redes sociais)

O professor morto a tiros na manhã desta quinta-feira (17/9) será sepultado na manhã de sexta (18/9), no Cemitério Parque Memorial, no Novo Gama (GO). Adailton Jorge da Silva Campos, 33, foi assassinado dentro da própria casa, em Santa Maria.

A cerimônia fúnebre começará às 10h e será exigido o uso de máscaras de proteção facial para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

As investigações sobre o assassinato de Adailton Jorge ainda estão sendo apuradas pela 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria). A suspeita é de que o crime tenha sido motivado por causa de um celular, segundo o delegado-adjunto da 33ª DP, Paulo Fortini.

O delegado explica que, na noite desta quarta-feira (16/9), o professor saiu com alguns amigos para se divertir em um bar de Santa Maria. De acordo com a apuração policial, os suspeitos estavam neste mesmo local e até conheciam a vítima. Na madrugada, um celular de um dos envolvidos sumiu e o grupo passou a acusar Adailton de furto.

Durante a noite, os acusados chegaram a ir diversas vezes na casa do professor para questioná-lo sobre o sumiço do aparelho. O docente chegou a pedir aos suspeitos para que eles olhassem o seu carro, como prova de que não tinha roubado nenhum objeto. Em determinado momento, um dos autores disse que a situação não ficaria daquele jeito e efetuou três disparos de arma de fogo contra o professor.

Os investigadores identificaram um dos suspeitos e estão nas ruas para capturá-lo. Há a possibilidade de adolescentes estarem envolvidos no crime, segundo o delegado. O caso continua sob investigação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação