Perigo

Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair

Bombeiros e Defesa Civil estão no local para verificar os riscos

Cibele Moreira
postado em 23/09/2020 11:04 / atualizado em 23/09/2020 16:07
Placas de concreto do viaduto ficam danificadas após caminhão passar pelo local acima da altura máxima permitida  -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS)
Placas de concreto do viaduto ficam danificadas após caminhão passar pelo local acima da altura máxima permitida - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS)

As placas de concreto da Ponte Costa e Silva apresentam riscos de cair nesta quarta-feira (23/9). O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e a Defesa Defesa Civil estão no local para avaliar os estragos.

A pista de acesso ao Lago Sul está interditada para os veículos e um longo engarrafamento se formou desde a Avenida das Nações.

Um caminhão com altura superior aos 4,5 metros passou no local e ocasionou o desgaste da parte inferior do viaduto. Pedaços de concretos ficaram pendurados nas ferragens e a equipe do Corpo de Bombeiros realizou a retirada do material.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal desviou o trânsito para a Avenida das Nações. O acesso na pista inferior ao viaduto sentido a ponte Costa e Silva ficou interditado cerca de três horas. A via foi liberada por volta das 12h45.

Segundo a Defesa Civil, o dano maior foi na capa externa do viaduto. Não há risco na estrutura. "A defesa civil já fez a avaliação, não há risco estrutural para o viaduto", afirmou o Tenente-coronel Sinfrônio Lopes Pereira.

Para evitar que alguma pedra ou detrito caia nos veículos, os pedaços soltos de concreto onde foi danificado foram todos retirados. "Para que seja feita a liberação da via eu tenho que tirar esses elementos que podem cair, porque um carro que passa e uma pedrinha mínima que seja caia no retrovisor um acidente muito grande pode acontecer", ressalta.

  • Placas de concreto do viaduto ficam danificadas após caminhão passar pelo local acima da altura máxima permitida
    Placas de concreto do viaduto ficam danificadas após caminhão passar pelo local acima da altura máxima permitida Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair
    Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair
    Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair
    Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair
    Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair
    Placas de concreto do viaduto de acesso à Ponte Costa e Silva ameaçam cair Marcelo Ferreira/CB/DA PRESS
  • Desabamento viaduto Galeria dos Estados
    Desabamento viaduto Galeria dos Estados Ed Alves/CB/DA Press
  • Desabamento viaduto Galeria dos Estados
    Desabamento viaduto Galeria dos Estados Ed Alves/CB/DA Press
  • Desabamento viaduto Galeria dos Estados
    Desabamento viaduto Galeria dos Estados Ed Alves/CB/DA Press
  • ponte costa e silva
    ponte costa e silva Ana Rayssa/CB/D.A Press

 

Ponte JK

No último fim de semana de agosto, a Ponte JK precisou ser interditada, sentido Plano Piloto, para a realização dos serviços de manutenção das juntas de dilatação do monumento. O reparo foi feito pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), em parceria com o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF). 

A manutenção é recorrente no local. Dias antes, em 5 de agosto, o reparo já havia sido realizado. Em fevereiro, algumas vias da ponte foram interditadas para substituição das placas de dilatação por outras com material mais resistente.

Mas, segundo a Companhia, em razão da pandemia as obras precisaram ser suspensas, pois as peças são importadas da Itália e a fábrica responsável pela entrega permaneceu fechada por quatro meses. Com novo pedido do material, a retomada da obra de forma definitiva está prevista para o final de outubro.

Os técnicos da Novacap utilizam uma resina especial e massa asfáltica específica para minimizar os problemas existentes nas juntas. As placas de dilatação são dispositivos criados para absorver a variação do impacto causado pelos veículos e pedestres que passam diariamente pela ponte e amenizar os efeitos da vibração da estrutura.

Galeria dos Estados 

Em 6 de fevereiro de 2018, um bloco de concreto de 300 metros quadrados e 45 toneladas desabou. Um cratera se abriu em duas faixas do Eixo Sul, onde passam, diariamente, 100 mil carros. Abaixo do desabamento havias dois restaurantes, que foram atingidos e quatro carros ficaram destruído. Ninguém morreu ou ficou ferido.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação