Incêndio

Bombeiros contém princípio de incêndio em Taguatinga

Segundo militares, superaquecimento de panela deixou fogão queimado e tomada derretida. Esta é a sétima ocorrência de incêndio residencial desta segunda-feira (5/10)

Mariana Machado
postado em 05/10/2020 22:55
 (crédito: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(crédito: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)

Um apartamento pegou fogo, na noite desta segunda-feira (5/10), no Setor Industrial de Taguatinga. Com isso, chega a sete o número de incêndios em residência no dia. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) prestou socorro, com quatro caminhões, e 15 militares.

Segundo a corporação, acionada por volta de 20h30, o princípio de incêndio aconteceu por um superaquecimento de panela. O próprio morador conseguiu evitar o pior. Um bombeiro ajudou na ventilação, expulsando a fumaça do local.

Um fogão acabou queimado, e uma tomada derretida. O prédio precisou ser evacuado, e apenas uma mulher teve ferimentos leves, depois de quebrar a proteção do dispositivo de alarme de incêndio. Os bombeiros fizeram os primeiros socorros e ela não precisou de atendimento hospitalar. A perícia será feita para confirmar as causas do incêndio.

Outros casos

Pela manhã, um menino de 10 anos morreu, após ficar preso em uma casa em chamas, em Planaltina. Leonardo Barbosa estava sozinho quando tudo aconteceu. Ele e a mãe, Luzinete Barbosa, 49 anos, visitavam Maria das Graças, 70 anos, avó do menino.

À tarde, uma casa, na Quadra 36, do Condomínio Del Lago, no Itapoã, também pegou fogo. Ninguém se feriu durante o incêndio e não há informações sobre a causa das chamas.

Um terceiro caso aconteceu em Ceilândia, na QNN 5, onde uma residência de três pavimentos pegou fogo. Segundo os bombeiros, o fogo se originou no 1º andar, que funcionava como depósito. Lá, havia vários colchões, latas de tinta e outros objetos inflamáveis.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação