Violência

Idoso é dopado e morto no DF; um dos suspeitos é agente do DER

Três pessoas estão presas acusadas do crime. De acordo com a polícia, o grupo pretendia roubar R$ 35 mil da vítima, mas não conseguiram sacar o dinheiro. Os autores planejavam queimar e levar o cadáver para Águas Lindas de Goiás

Correio Braziliense
postado em 27/11/2020 09:01 / atualizado em 27/11/2020 09:02
 (crédito: Rafael Ohana/CB/D.A Press)
(crédito: Rafael Ohana/CB/D.A Press)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o assassinato de um idodo de 69 anos, no Setor Habitacional Sol Nascente. Até o momento, há três suspeitos do crime: dois homens, de 21 e 37 anos, e uma mulher, de 21. Um dos homens, segundo a polícia, é agente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). 

De acordo com os investigadores, o trio pretendia roubar cerca de R$ 35 mil dinheiro que a vítima, Ricardo Flávio dos Santos, recebera de um seguro de automóvel. A investigação aponta que a mulher  convidou Ricardo para beber e colocou 15 gotas de Rivotril na bebida dele. Dopada, a vítima desmaiou.

Enquanto Ricardo estava desacordado, o trio tentou sacar o dinheiro em uma agência do Banco do Brasil em Ceilândia. Porém, como os suspeitos não conseguiram, já que precisavam da digital do titular para acessar a conta, decidiram matar o idoso para que ele não descobrisse o plano ao acordar.  

Por volta de 23h de quarta-feira (25/11), os autores executaram a vítima utilizando os fios de antena de uma TV. Após a morte de Ricardo, durante a madrugada, os autores fizeram inúmeras compras com o cartão de débito da vítima.

Nesta quinta-feira (26/11), após descobrirem o ocorrido, policiais civis foram até a casa da mulher e encontram o corpo da vítima. A acusada tinha levado um galão de cinco litros de gasolina para o local com a intenção de queimar o corpo da vítima. Os autores iriam levar o cadáver para Águas Lindas de Goiás.

Os acusados foram presos em flagrante e encaminhados para a 19ªDP (Ceilândia) que investiga os fatos. O trio poderá responder por latrocínio e crime contra idosos.  

Galão de gasolina que seria usada para queimar o corpo da vítima
Galão de gasolina que seria usada para queimar o corpo da vítima (foto: Divulgação/PCDF )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE