Pandemia

Covid-19: HUB ultrapassa meta de voluntários para estudos da vacina chinesa

Inicialmente, eram esperados 852 profissionais de saúde para os testes clínicos da CoronaVac. Inscrições continuam abertas para alcançar meta nacional

Mariana Machado
postado em 07/12/2020 20:56 / atualizado em 08/12/2020 15:23
 (crédito: Secom UnB/Divulgação - 2/7/18)
(crédito: Secom UnB/Divulgação - 2/7/18)

Os estudos clínicos da vacina chinesa produzida pela empresa Sinovac Life Science, a Coronavac, ultrapassaram a meta esperada no Distrito Federal. Os pesquisadores do Hospital Universitário de Brasília (HUB) tinha objetivo de alcançar 852 profissionais de saúde, o que já foi atingido.

Apesar disso, as inscrições continuam abertas, uma vez que o estudo nacional, coordenado pelo Instituto Butantan, espera conseguir 13.060 participantes. Os profissionais de saúde de 60 anos ou mais também podem participar, desde que estejam realizando atividades de assistência à saúde que os exponham a adquirir o novo coronavírus. O pré-cadastro é feito pelo site app.profiscov.com.

A informação foi confirmada pelo chefe do Setor de Gestão da Pesquisa e Inovação Tecnológica do HUB, Fernando Araujo, um dos coordenadores do estudo. “Felizmente conseguimos atingir a meta e agora estamos contribuindo para que os dados sejam alcançados.” De acordo com ele, não há dados relevantes de eventos adversos entre os voluntários. “Tudo indica que o estudo está andando bem, e o Butantan caminha para o momento de apresentar os dados.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE