Investigação

Polícia Civil divulga foto de acusado de assassinar transexual no Sudoeste

Juliana da Cruz Costa, 32 anos, foi morta a facadas após se recusar a dividir o lanche com Joaci Oliveira Santos, que segue foragido

Darcianne Diogo
postado em 04/01/2021 17:44
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou a foto do acusado de assassinar a transexual Juliana da Cruz Costa, 32 anos. O crime ocorreu na noite de 10 de dezembro de 2020, na comercial 101 do Sudoeste.  Joaci Oliveira Santos, 41, matou a mulher a facadas, após ela se negar a dividir o lanche com ele. 

Segundo o delegado-adjunto da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro), Douglas Fernandes, o homem havia sido liberado do Complexo Penitenciário da Papuda em abril do ano passado. "Ele estava preso desde 2014 e cumpria pena por ter cometido outro homicídio no DF", afirmou. 

Juliana da Cruz Costa, de 33 anos, é assassinada no Sudoeste
Juliana da Cruz Costa, de 33 anos, é assassinada no Sudoeste (foto: Arquivo pessoal)

Imagens do circuito interno de segurança registraram o momento em que Joaci chega ao local de bicicleta, entra no bloco, na comercial, e fala com a vítima em seguida. De acordo com as investigações, após sair do prédio, ele desfere um golpe de faca no peito de Juliana, no estacionamento, em frente a um bar do Sudoeste.

A motivação do assassinato, segundo a apuração policial, seria o fato de a transexual ter se recusado a dividir o alimento com ele, que vive em situação de rua. A polícia pede para que, caso alguém tenha alguma informação do acusado, ligue para o número 197, da Polícia Civil.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE