Manifestação

Vídeo: Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro no DF

Na manhã deste domingo (21), um grupo fez carreata pela Esplanada dos Ministérios pedindo impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Ana Maria da Silva
postado em 21/02/2021 12:17 / atualizado em 21/02/2021 12:19
 (crédito: Ana Maria da Silva)
(crédito: Ana Maria da Silva)

Um grupo de manifestantes faz uma carreata a favor da vacinação contra a covid-19 e para pedir o impeachment do  presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na manhã deste domingo (21). O grupo se concentrou em um estacionamento na via S1, próximo à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), por volta das 9h30, e segue para a Esplanada dos Ministérios.

A carreata foi acompanhada de dois carros de som. Faixas pedindo o impeachment de Bolsonaro e a volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foram erguidas pelos manifestantes. O protesto foi organizado pela Frente Brasil Popular, iniciativa composta por uma série de movimentos sociais. Entre eles, a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Além pedir a saída de Bolsonaro, o grupo pediu também o impeachment do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB). Além disso, solicitaram a volta do auxílio emergencial de R$600, a vacina para todos e defenderam o serviço público de saúde.

A professora e assessora da CUT, Ivânia Barros, 48 anos, explica as reivindicações do grupo. “Não estamos vendo esforço do Ibaneis para buscar vacina para o DF, e o governo Bolsonaro diz que é uma gripezinha. Devemos nos unir para fazer algo”, defende. “Quando a gente tem uma pandemia é preciso que haja medidas efetivas do governo, seja estadual ou federal, e não temos visto isso”, lamenta Ivânia. 

O protesto foi organizado pelas redes sociais. A carreata deverá seguir até a Alameda das Bandeiras, na Esplanada dos Ministérios. O intuito do grupo é fazer um pronunciamento no local e, após isso, se dispersar. De acordo com a Polícia Militar do DF (PMDF), que acompanha a manifestação, o ato está sendo pacífico. “Até o momento, não há alterações no trânsito nem registro de ocorrência”, informou a corporação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE