Pandemia

Covid-19: Erika Kokay pede que idosos presos sejam vacinados no DF

A deputada enviou um ofício ao governo do DF e à Secretaria de Saúde local pedindo que os 168 idosos que fazem parte do sistema carcerário sejam imunizados

Samara Schwingel
postado em 23/02/2021 13:49
A proposta da deputada é para vacinar todos os idosos do sistema carcerário -  (crédito: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press - 20/7/18)
A proposta da deputada é para vacinar todos os idosos do sistema carcerário - (crédito: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press - 20/7/18)

A deputada federal Erika Kokay (PT) enviou, nesta terça-feira (23/2), um ofício ao Governo do Distrito Federal (GDF) e à Secretaria de Saúde do DF pedindo que os 168 idosos com mais de 60 anos presos no sistema carcerário local sejam vacinados contra a covid-19. No documento, a petista lembrou que o sistema prisional já representou o maior foco de disseminação da covid-19 no DF. 

O atual plano prevê a vacinação das pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas e pessoas com deficiência institucionalizadas. "Estamos a falar de populações residentes em locais de abrigamento público, análogas às unidades prisionais", ressaltou a deputada. Segundo o documento, pelo menos sete presos têm mais de 80 anos. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Saúde informou que os 15 presos com mais 79 anos já receberam a primeira dose da vacina. Além disso, a pasta afirmou que a  segunda dose da CoronaVac está garantida, em função da reserva que havia sido realizada quando chegaram as primeiras doses. 

Em relação à vacinação dos idosos abaixo de 79 anos, a Secretaria de Saúde informou que vem adotando cautela na ampliação do grupo prioritário de vacinação contra a covid-19 "justamente por entender a dificuldade na obtenção de doses de vacina neste momento, e também a prioridade estratégica em se garantir a segunda dose da imunização contra a doença, o que já começou a ser feito no DF."

Os grupos de vacinação serão ampliados conforme o recebimento de novas doses por parte do Ministério da Saúde.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE